Vendas de TV aumentam 50%

Eletroeletrônicos têm sido a salvação do comércio em BH, que tem registrado vendas fracas em 2014

iG Minas Gerais | Thaís Pimentel |

Aquecido. Loja Magazine Luiza, no centro de Belo Horizonte, registra aumento expressivo nas vendas de televisões por causa da Copa
LINCON ZARBIETTI
Aquecido. Loja Magazine Luiza, no centro de Belo Horizonte, registra aumento expressivo nas vendas de televisões por causa da Copa

Com a proximidade da Copa do Mundo, a venda de aparelhos de TV´s vem sendo a salvação do comércio varejista. O setor de eletrodomésticos registrou um aumento de 3,91% nos primeiros três meses do ano, comparado com o mesmo período de 2013, segundo pesquisa da Câmara de Dirigentes Lojistas de Belo Horizonte (CDL/BH).

“Mas a gente observa que apenas as TVs estão dando retorno às lojas, já que os comerciantes aproveitam a Copa para fazer promoções. Quem queria comprar máquina de lavar ou geladeira, por exemplo, aproveitou os descontos da linha branca, mas no ano de 2012”, conta a economista da CDL/BH, Ana Paula Bastos. De acordo com a Via Varejo – responsável pelas gigantes Casas Bahia e Ponto Frio –, as vendas de televisão aumentaram 50% nos primeiros quatro meses de 2014, comparando-se ao mesmo período do ano passado. Para o gerente executivo comercial da empresa, Henrique Vendramini, os clientes buscam sempre a tecnologia de última geração. “No Mundial de 2006, o consumidor queria trocar a TV de tubo por uma de plasma. Na Copa de 2010, ele já desejava uma LCD ou LED. Agora, ele quer tela grande”, disse. Apesar das televisões de 32 e 42 polegadas ainda representarem o maior volume de vendas, as acima de 50 polegadas já somam um volume de 30%. “Nós esperamos que o mercado tenha um retorno positivo de 12%, em relação ao ano passado”, espera André Romano, gerente sênior de produtos da TPV, empresa responsável pela TV Philips no Brasil. “A Copa do Mundo se tornou fundamental para impulsionar o setor”, disse Walter Sinohara, gerente de TVs AOC. Segundo ele, 70% das vendas devem acontecer no primeiro semestre. No centro de Belo Horizonte, onde o consumidor encontra dezenas de lojas de eletrodomésticos, o mercado está aquecido. “Estamos percebendo um crescimento bem expressivo em relação ao ano passado. Os clientes querem trocar a televisão por uma com sinal digital e acesso à internet”, conta o gerente de umas das lojas Magazine Luiza, Rodrigo Luis Rozeto. “As vendas de TV aumentaram 20% em relação ao mês de abril”, relata o responsável pela loja do Ponto Frio da rua Curitiba, Rafael Guilherme. O Walmart Brasil também espera um bom retorno por causa da Copa do Mundo. A expectativa é de um aumento de 135% nas vendas nos meses de maio e junho em relação a 2013. O Extra Hipermercados informou que está preparado para atender o aumento da demanda em suas lojas, especialmente entre os meses de junho e julho. Só no primeiro bimestre de 2014, o volume de vendas de televisores pela empresa cresceu 150% na comparação com o mesmo período do ano passado.

TV por R$ 1 Risco. Uma das promoções mais ousadas da temporada é a que fala que na compra de uma TV de 60”, o consumidor poderá comprar outra de 51” por R$ 1, se o Brasil for campeão.

Leia tudo sobre: Clique para inserir palavras chave