Ala pressiona Júlio Delgado sobre a convenção interna

Heringer diz que presidente centraliza regras que definirão candidato

iG Minas Gerais | Guilherme Reis |

Segredo. Em guerra com o presidente, Heringer diz que ninguém no PSB sabe quem terá direito a voto
FRANKLIN MOREIRA - 24.2.2014
Segredo. Em guerra com o presidente, Heringer diz que ninguém no PSB sabe quem terá direito a voto

Pressionado pela ala do PSB ligada à Rede Sustentabilidade para lançar o ambientalista Apolo Heringer como candidato ao Palácio Tiradentes, o presidente da sigla em Minas, o deputado federal Júlio Delgado, ainda não divulgou as regras estatutárias da convenção da legenda que vai definir qual dos dois será o nome da sigla para disputa Estadual.

Com o PSB se distanciando do PSDB, a candidatura própria dos socialistas se torna cada dia mais provável. No entanto, os dois nomes mais fortes da sigla para concorrer ao Executivo mineiro, Apolo Heringer e Júlio Delgado, estão em pé de guerra e ainda não chegaram a um acordo. Sem consenso, o imbróglio só será resolvido na convenção da legenda, que deve acontecer bem próximo do final do prazo, no dia 28 de junho.

No partido, os correligionários dizem que é Júlio Delgado quem detém todas as informações sobre o partido, como o número de filiados e os que estão em condições de votar nos diretórios municipais. Sem os dados, que nem mesmo o vice-presidente do PSB, Mário Assad, teria acesso, a situação fica emperrada.

“Estamos esperando para saber quais as regras, porque, dependendo delas, seremos vencedores. Se o voto na convenção for universalizado para todos os filiados vou ser candidato. A base do partido está com a gente. Mas a cada dia que passa é uma eternidade. Estamos sendo prejudicados sem as informações”, reclamou Apolo Heringer, que protocolou, há duas semanas, pedido para criação de uma comissão com membros da Rede Sustentabilidade e do PSB. O objetivo é conhecer os trâmites da disputa interna.

Um dos membros do PSB, que pediu anonimato, explicou que Júlio Delgado perdeu a confiança do partido por ser alinhado ao senador e presidenciável, Aécio Neves, o que provocaria sua derrota. “Nós vamos descascar, espremer e distribuir o Delgado como suco na convenção do partido”, ironizou o político. nessa quinta, a reportagem tentou por diversas vezes falar com Júlio Delgado, mas ele não respondeu os telefonemas.

Aproximação. Nessa quinta, Apolo Heringer se reuniu com a ala do PMDB que não quer apoiar o PT em Minas e defende a candidatura própria. A reunião, de acordo o peemedebista Itamar Oliveira, foi um ato de duas legendas que estão sofrendo com a divisão entre os “pragmáticos e os programáticos.”

A pedido do PT, Justiça manda tirar vídeo do PSD A Justiça Eleitoral de Minas acatou pedido do PT e suspendeu as propagandas partidárias na televisão do PSD mineiro. De acordo com o Tribunal Regional Eleitoral, as inserções configuraram propaganda eleitoral antecipada com a “divulgação de mensagem subliminar de pedido de voto para candidatos” e a produção de “mensagem negativa” sobre o pré-candidato ao governo de Minas, Fernando Pimentel (PT), e a presidente Dilma Rousseff. As inserções, veiculadas desde o último dia 9 de maio, não poderão ser exibidas nesta sexta, conforme previsto. Nessa quinta, Pimentel participou de encontros com lideranças, como parte da pré-campanha ao governo. Dessa vez, o encontro foi com professores. Ele ainda gravou imagens para um vídeo do partido.

Leia tudo sobre: Clique para inserir palavras chave