Willian Farias quer aproveitar ausências para seguir no time titular

Lucas Silva integra a seleção brasileira sub-21 e Nilton será poupado por cansaço muscular

iG Minas Gerais | GUILHERME GUIMARÃES |

Esportes - Belo Horizonte, Mg. Apresentacao Willian Farias. Apresentado o novo jogador do cruzeiro, Willian Farias, na Toca da Raposa ll, na tarde desta quarta-feira (26). Fotos: Leo Fontes / O Tempo - 26.2.14
LEO FONTES / O TEMPO
Esportes - Belo Horizonte, Mg. Apresentacao Willian Farias. Apresentado o novo jogador do cruzeiro, Willian Farias, na Toca da Raposa ll, na tarde desta quarta-feira (26). Fotos: Leo Fontes / O Tempo - 26.2.14

“O cavalo não passa arreado duas vezes” e quando a chance aparece é bom agarrá-la. Com esse pensamento, o volante Willian Farias espera se manter no time titular do Cruzeiro. Aproveitando-se da ausência de Lucas Silva, integrado à seleção sub-21 que disputa o Torneio de Toulon, na França, e de Nilton, poupado por cansaço muscular, o meio-campista pode fazer seu segundo jogo como titular neste domingo. Depois de começar jogando contra o Sport, há grandes chances de Willian Farias, jogador indicado pelo técnico Marcelo Oliveira no começo do ano, ocupar, novamente, uma das posições no meio de campo estrelado. Dessa vez contra o Internacional, neste domingo, às 18h30, em Caxias do Sul. "Estou trabalhando bastante desde quando cheguei esperando minhas oportunidades, como aconteceu diante do Sport. Respeito os companheiros e sei que Nilton é o titular, mas vou buscando meu espaço", frisou o camisa 15, que falou um pouco da sua personalidade. "Espero ter um pouco mais de sequência no time. Sou um jogador que não desiste das jogadas, que gosta de ganhar os lances e que se doa bastante pelo time", completou. Admitindo não estar totalmente entrosado com os companheiros de clube, Willian Farias fez uma avaliação de sua primeira atuação como titular. "Fiz o simples para um jogador que estava há quase cinco meses sem atuar durante 90 minutos. A última partida havia sido em fevereiro, ainda pelo Coritiba. Demorei um pouco para encaixar o jogo, principalmente com o Henrique. Até mesmo pela falta de ritmo, entrosamento. Faltou isso da minha parte", reconheceu.

Leia tudo sobre: cruzeiroraposawillian fariasniltonlucas silvachancesequencia