Levantadores são arma do Brasil na estreia contra Itália

Jogadores da seleção brasileira conhecem com propriedade o estilo italiano e podem ajudar a equipe canarinho a vencer

iG Minas Gerais | AGÊNCIA ESTADO |

Bernardinho garante equipe competitiva diante dos Estados Unidos
Alexandre Arruda / CBV
Bernardinho garante equipe competitiva diante dos Estados Unidos

A seleção brasileira masculina de vôlei estreia nesta sexta-feira na Liga Mundial e terá pela frente, em Jaraguá do Sul (SC), uma velha conhecida, a Itália, equipe contra a qual manteve prolongada relação de rivalidade nas duas últimas décadas. E uma das armas do time de Bernardinho é que seus levantadores conhecem bem o rival.

Rapha é quase um italiano, tendo jogado na liga de lá por oito temporadas - no segundo semestre vai defender o time de Taubaté (SP). Já Bruno, o levantador titular da seleção, trocou o RJX pelo Modena recentemente.

“Joguei um bom tempo na Itália ao lado ou contra todos esses jogadores, portanto não é a primeira vez que vou enfrentá-los. Eles têm uma boa mescla de jovens e experientes, além de ser uma equipe de tradição”, analisa Rapha.

Bruno fez avaliação semelhante, mas pediu respeito ao time italiano, oito vezes campeão da Liga Mundial - tem uma conquista a menos que o Brasil. “A Itália é um time que está sempre no pódio nas competições internacionais. É uma equipe de muita tradição e temos um grande respeito por eles. Agora, eles estão com um grupo jovem e talentoso com muita força de saque e ataque”, destaca o filho de Bernardinho.

O treinador, aliás, também prevê partidas duras nesta sexta (às 14h35) e no sábado (às 10h). “Brasil e Itália fazem partidas sempre muito duras, em qualquer situação, e esperamos fazer bons jogos. As vitórias são importantes, claro, mas (queremos) ter boas atuações que deem confiança e um pouco mais de consistência para a equipe seguir bem na Liga Mundial”, concluiu Bernardinho.

Leia tudo sobre: voleiliga mundialseleçãobrasilbernandinhoitalia