Em grupo pequeno, manifestantes protestam no centro de Belo Horizonte

De acordo com membros do movimento, eles protestam pedindo auditoria nas contas das empresas de ônibus e a intenção do grupo é se juntar aos servidores públicos municipais que estão acampados na porta da prefeitura desde segunda-feira

iG Minas Gerais | Bruna Carmona |

Manifestantes fecharam a via
Lincon Zarbietti/O Tempo
Manifestantes fecharam a via

Pouco mais de 30 manifestantes fecharam o quarteirão próximo à prefeitura de Belo Horizonte, durante passeata na noite desta quinta-feira (22). Mais cedo, eles fecharam os dois sentidos da avenida Afonso Pena, mas a interdição durou apenas alguns minutos. A Polícia Militar (PM) está indicando os desvios na região. 

A concentração do grupo, que faz parte do movimento Tarifa Zero, aconteceu na escadaria da igreja de São José, no centro da cidade. Duas faixas da avenida estão ocupadas pelos manifestantes, que carregaram tambores e uma faixa com a frase "tarifa zero".

De acordo com membros do movimento, eles protestam pedindo auditoria nas contas das empresas de ônibus e a intenção do grupo é se juntar aos servidores públicos municipais que estão acampados na porta da prefeitura desde segunda-feira (19).

Mais cedo, durante a concentração, os manifestantes tiveram que deixar a escadaria da igreja. "Todo dia fechamos às 19h. Concordo com a manifestação, vou largar serviço e entrar no meio", disse o vigilante Marcelo Soares, de 42 anos.

O grupo segue caminhando pela avenida e cantando marchinhas e refrões como "Se você paga, não deveria, porque transporte não é mercadoria".

Atualizada às 19h30

Leia tudo sobre: Clique para inserir palavras chave