Segunda fase do Move passa a funcionar a partir deste sábado

Linhas de ônibus convencionais são reduzidas e substituídas por linhas do Move; o serviço irá atender 37 mil usuários por dia nos bairros Planalto, Floramar, Santa Mônica e Jardim Leblon

iG Minas Gerais | JULIANA BAETA |

Confira as mudanças e a substituição das linhas convencionais por radiais
BHTRANS
Confira as mudanças e a substituição das linhas convencionais por radiais

Em processo de implementação, a começar a valer a partir deste sábado (24), a segunda fase de operação do Move (nome dado ao BRT da capital, sigla em inglês para transporte rápido por ônibus) na avenida Antônio Carlos, foi esclarecida durante entrevista coletiva convocada pela BHTrans nesta quinta-feira (22).

Segundo o presidente da BHTrans  Ramon Victor César, o Move na Antônio Carlos irá atender mais de 37 mil usuários diariamente. O número de ônibus convencionais que circulam na pista mista irá será reduzido. Onze linhas convencionais serão transformadas em oito linhas alimentadoras da estação Pampulha, fazendo com que passageiros dos bairros Planalto, Floramar, Santa Mônica, e do Jardim Leblon, passarão a ter acesso a região hospitalar a partir deste sábado, além do já existente acesso direto ao centro da capital. A baldeação não acarretará em pagamento de nova tarifa.

Uma nova linha troncal, a 5250 (Estação Pampulha/ Betânia), irá interligar os corredores Antônio Carlos e Amazonas, sem passar pelo hipercentro. A linha também irá ampliar as interligação de bairros da região da Pampulha e também do entorno da própria Antônio Carlos com as avenidas Amazonas e parte da região Oeste da capital. Com isso os usuários terão acesso, por exemplo, ao polo comercial do Barro Preto e ao fórum.

A linha 5250 irá circular nos dias úteis e no período noturno (quando irá parar nas Estações Carijós e Rio de Janeiro, e trafegar pela pista mista da Antônio Carlos entre 0h e 4h), e aos domingos e feriados (quando também passará pelas duas Estações do Centro).

Com  a mudança, a atual linha Diametral 5401 (São Luis/Dom Cabral) passará a operar com veículos do tipo padron, e, na Antônio Carlos, circulará pela busway do Corredor Antônio Carlos, com paradas nas Estações de Transferência posicionadas ao longo de seu trajeto. Usuários das linhas alimentadoras da Estação Pampulha, que embarcarem na linha troncal 52, por exemplo, podem descer em Estações de Transferência da Antônio Carlos, localizadas entre o Senai e o Bairro São Francisco, e embarcar na linha 5401, sem o pagamento de nova tarifa, para, assim, chegar a destinos como o Expominas ou a PUC Coração Eucarístico.

Além disso, três linhas diametrais que atualmente interligam bairros da região Oeste com a Pampulha serão complementadas por três novas linhas radiais convencionais, até o centro da capital. Essas três novas linhas radiais estarão integradas com a nova linha, dispensando o pagamento da tarifa complementar, desde que o usuário utilize o cartão BHBus.

Outra mudança

Outra novidade para os usuários da região Oeste é a criação de uma nova linha alimentadora, a 207, interligando o Betânia à Estação Vila Oeste do metrô, com tarifa regional reduzida (R$2,05). A nova linha 207 também estará integrada com a nova linha troncal 5250. Assim, o usuário pagará apenas o complemento de R$0,80 ao embarcar nessa linha troncal ou no metrô, na Vila Oeste, no intervalo de 90 minutos, utilizando o cartão BHBus.

Menos ônibus

Outra novidade para os usuários da região Oeste é a criação de uma nova linha alimentadora, a 207, interligando o Betânia à Estação Vila Oeste do metrô, com tarifa regional reduzida (R$2,05). A nova linha 207 também estará integrada com a nova linha troncal 5250. Assim, o usuário pagará apenas o complemento de R$0,80 ao embarcar nessa linha troncal ou no metrô, na Vila Oeste, no intervalo de 90 minutos, utilizando o cartão BHBUS.

Na segunda fase de implementação do Move, 86 ônibus convencionais que atualmente circulam pela Antônio Carlos, sairão do fluxo de tráfego no sentido bairro, no horário de pico da manhã. O total de 354 ônibus convencionais que circula pela avenida no horário de pico entre o Anel Rodoviário e a Lagoinha, irá passar para 186 ônibus com o Move na Antônio Carlos, o que significa uma redução de 47% do volume de ônibus na pista mista.

Já no trecho entre a Avenida Portugal e o Anel Rodoviário, onde foram introduzidos 191 ônibus na hora de pico, no sentido centro, a partir deste sábado, o volume cairá para 105, uma redução de 45%.  

Com informações da BHTRans. 

 

Leia tudo sobre: Clique para inserir palavras chave