Mais de 30 pessoas são presas em operação de combate ao crime

As investigações começaram há cerca de oito meses quando um escrivão da Polícia Civil foi morto em uma tentativa de assalto; desde então a operação se ampliou e acabou com 34 pessoas presas por roubo a mão armada, homicídio consumado ou tentado e tráfico de drogas

iG Minas Gerais | JULIANA BAETA |

Foram presas nesta quinta-feira (22) 23 pessoas responsáveis por diversos delitos na cidade de Machado, no Sul de Minas. Ao todo, foram detidas 34 pessoas, incluindo adolescentes, por crimes como tráfico de drogas, roubo a mão armada, e homicídios consumados e tentados, desde que as investigações começaram, há cerca de oito meses. A operação foi batizada como “Asfixia”.

Segundo um dos delegados responsáveis pela operação, Cleovaldo Marcos Pereira, o início das investigações foi motivado pela morte de um escrivão da Polícia Civil em Machado. Ele foi assassinado durante uma tentativa de assalto. O responsável por este crime foi preso na ocasião, em São Paulo, e a mulher dele, foi presa na madrugada desta quinta, durante a operação em Machado, com algumas buchas de maconha e cerca de 20 quilos de cocaína em casa, além de certa quantidade em dinheiro.

Ao todo foram expedidos 41 mandados de prisão, busca e apreensão. Dois dos três suspeitos apontados como os líderes da criminalidade da região também estão entre os presos, no entanto, o terceiro continua foragido. No total, são sete os suspeitos foragidos.

A operação realizada na madrugada desta quinta demandou uma equipe comporta por 174 policiais civis de Poços de Caldas, Lavras e Pouso Alegre, posicionados em locais estratégicos para dar inícios ao cumprimento dos mandados expedidos pela Justiça. s policiais utilizaram 50 viaturas e contaram ainda com o apoio aéreo e do canil da Polícia Civil.  

Leia tudo sobre: Clique para inserir palavras chave