Confronto entre soldados mata 13 em Donetsk, na Ucrânia

Um comandante pró-russo da cidade de Horlivka reivindicou a responsabilidade pelo ataque. Segundo ele, um rebelde também morreu no confronto

iG Minas Gerais | DA REDAÇÃO |

Tensão já dura mais de 3 meses na região
AP
Tensão já dura mais de 3 meses na região

Três dias antes da eleição presidencial na Ucrânia, rebeldes pró-russos atacaram uma base militar na cidade de Volnovaha, na região de Donetsk. No conflito, pelo menos 13 soldados ucranianos morreram e 30 ficaram feridos.

Moradores disseram que os rebeldes usaram caminhões blindados e atacaram as forças militares de surpresa. Um comandante pró-russo da cidade de Horlivka reivindicou a responsabilidade pelo ataque. Segundo ele, um rebelde também morreu no confronto.

"Nós destruímos um posto de controle do exército ucraniano implantado na República de Donetsk", disse o comandante. "As armas que estão aqui foram tomadas dos mortos e são um troféu para nós", completou.

O episódio desta quinta-feira lança incertezas sobre a eleição de domingo, da qual os separatistas afirmam que não vão participar. Kiev vê o pleito como uma chance de aliviar as tensões e estabilizar o país, mas não confirmam como será a operação para garantir que os ucranianos residentes do leste consigam comparecer aos locais de votação.

Enquanto os conflitos continuam na Ucrânia, o governo da Rússia disse que parte das tropas já deixaram a fronteira ucraniana, seguindo as ordens do presidente Vladimir Putin. Os militares devem chegar às suas bases permanentes antes do dia 1º de junho.

Leia tudo sobre: Clique para inserir palavras chave