Câmara americana aprova lei que revê espionagem da NSA

O projeto de lei, que foi aprovado por 303 votos contra 121, pretende reestruturar a forma como a Agência de Segurança Nacional

iG Minas Gerais | DA REDAÇÃO |

A Câmara dos Representantes dos Estados Unidos aprovou nesta quinta-feira (22) um projeto de lei revendo o fortemente criticado programa de vigilância telefônica - o primeiro passo legislativo respondendo às revelações do esquema de espionagem da agência feito pelo ex-empregado Edward Snowden.

O projeto de lei, que foi aprovado por 303 votos contra 121, pretende reestruturar a forma como a Agência de Segurança Nacional (NSA, na sigla em Inglês) recolhe e armazena os registros telefônicos dos americanos. Se aprovada no Senado, a lei vai garantir que, em vez de recolher milhões de ligações, a agência peça às empresas de telefonia que consultem suas bases de dados para ligações de telefones suspeitos.

O destino do projeto de lei encontra-se agora com o Senado, onde a medida recebeu o endosso do senador democrata Patrick Leahy, presidente do Comitê Judiciário do Senado.

Um proeminente grupo de ativistas elogiou a votação da Câmara. "Embora longe de ser perfeito, este projeto de lei é uma declaração inequívoca da intenção do Congresso para conter a NSA", disse Laura Murphy, do American Civil Liberties Union. "Vamos lutar para garantir melhorias adicionais no Senado."  

Leia tudo sobre: Clique para inserir palavras chave