Brasil encara Itália em encontro de tradição na Liga Mundial

Equipes são as maiores vencedoras do importante torneio e sempre são consideradas favoritas nas competições que participam

iG Minas Gerais | DANIEL OTTONI |

Bernardinho espera que vitória acelere processo de evolução do Brasil
ALEXANDRE ARRUDA - CBV
Bernardinho espera que vitória acelere processo de evolução do Brasil

O Brasil terá um de seus mais tradicionais rivais logo na estreia da Liga Mundial. Nesta sexta, às 14h35, o time de Bernardinho encara a Itália pela primeira rodada da competição. O jogo acontecerá na cidade de Jaraguá do Sul-SC e o time verde-amarela parte para o décimo título. A Itália vem na cola com oito conquistas. Um novo encontro está marcado para sábado. 

Alguns dos jogadores do time da casa conhecem bem os jogadores que estarão do outro lado. O levantador Rapha jogou por muitos anos no Trentino, enquanto o seu companheiro de posição Bruninho atualmente joga no Modena.

"Joguei um bom tempo na Itália ao lado ou contra todos esses jogadores. Não é a primeira vez que vou enfrentá-los. Eles têm uma boa mescla de jovens e experientes, além de ser uma equipe de tradição", indica Rapha.

Ele garante que jogar no Brasil sempre carrega um sabor especial. "É diferente você disputar uma partida com os seus amigos e familiares na torcida. Os treinamentos foram muito bons em Saquarema e estamos formando um grupo muito legal para esse ciclo. Estou muito motivado", garante o armador.

Bruninho também indica as dificuldades que o Brasil terá contra uma equipe de tradição e que sempre briga pelas primeiras posições.

"A Itália é um time que está sempre no pódio nas competições internacionais. Temos um grande respeito por eles. Agora, eles estão com um grupo jovem e talentoso com muita força de saque e ataque", mostra.

O técnico Bernardinho sabe que o time poderá demorar para encontrar o melhor entrosamento. Começar a Liga com uma vitória pode acelerar este processo.

"Nós ainda estamos iniciando a preparação. Sabemos que vamos ter jogos muito difíceis. Brasil e Itália sempre fazem partidas duras e esperamos fazer bons jogos. As vitórias são importantes e boas atuações poderão nos dar confiança e um pouco mais de consistência", revela o comandante.