Vietnã ameaça entrar com ação legal contra a China

Na quarta-feira (21), em declarações separadas, os líderes do Vietnã e das Filipinas pediram que a comunidade internacional condene fortemente as ações da China

iG Minas Gerais | DA REDAÇÃO |

O Vietnã está considerando adotar uma ação legal contra a China, disse o primeiro-ministro Nguyen Tan Dung. Em resposta a questionamentos enviados pela Associated Press, o premiê disse que o Vietnã irá defender ferozmente seu território, embora nunca pela via militar.

"O Vietnã já suportou profundas perdas e sofrimento de guerras anteriores. Nós nunca seremos os primeiros a usar os meios militares e nunca começaríamos unilateralmente um confronto militar a não ser que sejamos forçados a adotar ações de autodefesa", disse.

Dung, que mantém conversas com as Filipinas, disse que assim como os vizinhos o Vietnã está considerando várias opções de defesa, incluindo ações legais de acordo com as leis internacionais. Ele não especificou quais os planos do governo. Na quarta-feira (21), em declarações separadas, os líderes do Vietnã e das Filipinas pediram que a comunidade internacional condene fortemente as ações da China.

O governo de Pequim reclama praticamente toda a região do Mar do Sul da China, o que entra em conflito com Vietnã, Filipinas e outros três governos. Os chineses também estão em disputas territoriais com o Japão no Mar do Leste da China.

A tensão entre os governos de Pequim e Hanói se elevou com o envio de uma sonda chinesa de exploração de petróleo a uma área que o Vietnã considera como seu território. Desde então, surgiram no Vietnã violentos protestos contra a China.

Leia tudo sobre: ChinaVietnãdisputaação legalameaçaFilipinasJapãoNguyen Tan Dung