TSE suspende comercial do PT

iG Minas Gerais |

Brasília. O Tribunal Superior Eleitoral (TSE) suspendeu ontem a propaganda partidária do PT que aprofundava o “discurso do medo”, fazendo referência aos “fantasmas do passado”, lançada para tentar alavancar a pré-candidatura da presidente Dilma Rousseff à reeleição.  

A decisão foi tomada pela ministra Laurita Vaz, atendendo a pedido do PSDB, e cabe recurso ao próprio tribunal. Na decisão, a ministra afirmou que não ficou caracterizada propaganda antecipada, mas disse que a peça faz uma “sinalização dissimulada” em prol da continuidade do atual governo.

As imagens do comercial mostram brasileiros empregados, com acesso a remédios, estudo e lazer, em contraposição a pessoas desempregadas, passando fome e pedindo dinheiro em semáforos. Seriam os “fantasmas do passado”: título do comercial petista. A propaganda associa seus concorrentes a um retrocesso político e econômico.

Para o PSDB, a propaganda do PT teve o intuito “de influir no pleito de 2014, objetivando beneficiar a manutenção do PT no Poder Executivo Federal ao alavancar a candidatura à reeleição da presidente”.

O vice-presidente nacional do PSDB, deputado Bruno Araújo (PE), considerou “pedagógica” a decisão da ministra. Segundo ele, a decisão também é um recado claro a todos os partidos na elaboração dos programas de rádio e televisão.

O PT informou que já foi notificado da suspensão de sua propaganda. Segundo a assessoria de imprensa, o departamento jurídico do partido foi acionado, e deve entrar com recurso contra a decisão. A legenda orientou seus porta-vozes a não comentarem o assunto até haver uma decisão definitiva.

Leia tudo sobre: Clique para inserir palavras chave