Após ofender Xuxa, deputado perde vaga em comissão da Câmara

Partido informou que a postura adotada pelo parlamentar durante a reunião ordinária foi "intolerante, desrespeitosa e desnecessariamente agressiva"

iG Minas Gerais | DA REDAÇÃO |

Reprodução
undefined

O Partido Socialista Brasileiro resolveu retirar o deputado Pastor Eurico (PE) da Comissão de Constituição e Justiça e de Cidadania (CCJ) após a declaração dada sobre a apresentadora Xuxa, durante a sessão que votava a Lei da Palmada, na tarde desta quarta-feira (21). Em seu lugar, entra o deputado Júlio Delgado (MG). 

Por meio de uma nota, o partido informou que a postura adotada pelo parlamentar durante a reunião ordinária foi "intolerante, desrespeitosa e desnecessariamente agressiva em relação a Sra. Xuxa Meneghel". 

A nota ainda afirma que a conduta de Pastor Eurico não reflete o pensamento do partido, que reconhece a a história de Xuxa, "profissional que muito contribui para a instituição das políticas públicas em defesa das crianças e dos adolescentes".

Relembre o caso

Quando Xuxa chegou para acompanhar a sessão, ao lado da ministra dos Diretos Humanos, Ideli Salvatti, o clima tenso na reunião já havia provocado interrupção dos trabalhos. Quando evangélicos cobravam o presidente em exercício, Luiz Couto (PT-PE), a encerrar a sessão, o deputado Pastor Eurico hostilizou a apresentadora e disse que sua presença era "um desrespeito às famílias do Brasil".

"A conhecida Rainha dos Baixinhos, que no ano de 82 provocou a maior violência contra as crianças", disse, referindo-se ao filme "Amor Estranho Amor", daquele ano, em que Xuxa aparece numa cena de sexo com um adolescente de 12 anos.

A declaração do Pastor Eurico gerou repúdio da maior parte dos deputados presentes, inclusive de parlamentares que questionavam o projeto, que classificaram a fala de "violência inaceitável". A apresentadora não se manifestou e, depois de encerrada a sessão, deixou a comissão sem comentar o assunto.

Confira, na íntegra, a nota do partido:

"O líder do Partido Socialista Brasileiro (PSB) na Câmara dos Deputados, deputado federal Beto Albuquerque, comunica a destituição do deputado federal Pastor Eurico (PE) da Comissão de Constituição e Justiça e de Cidadania (CCJ), vaga que ocupava como titular.

Para a vaga foi indicado o deputado federal Júlio Delgado (MG).

A decisão foi tomada em função da postura adotada pelo parlamentar durante a reunião ordinária desta quarta-feira (21), na qual o mesmo se pronunciou de forma intolerante, desrespeitosa e desnecessariamente agressiva em relação a Sra. Xuxa Meneghel, presente à reunião na condição de convidada.

Ressalte-se que a conduta do deputado Pastor Eurico não representa sobremaneira o pensamento do PSB e manifestamos nosso apreço e respeito pelo empenho da referida artista, que deseja aprovar a lei que propõe a cultura da não agressão. Reconhecemos a sua história, profissional que muito contribui para a instituição das políticas públicas em defesa das crianças e dos adolescentes.

Deputado Federal Beto Albuquerque

Líder do PSB na Câmara dos Deputados"  

Leia tudo sobre: Clique para inserir palavras chave