Jovem estupra menina de 7 anos e diz que estava 'brincando de médico'

Caso aconteceu na casa em que suspeito e vítima moram, em Poços de Caldas; homem também afirmou que a garota nunca reclamou das "brincadeiras"

iG Minas Gerais | CAROLINA CAETANO |

Um homem de 20 anos foi preso em Poços de Caldas, no Sul de Minas, nessa terça-feira (20), após estuprar uma menina de 7 anos. Ao ser abordado, o jovem disse que tinha o costume de “brincar de médico e casinha” com a menina.

De acordo com o boletim de ocorrência da Polícia Militar, a denúncia foi registrada por uma conselheira tutelar, que estava com a vítima. A menor contou aos policiais que, nessa segunda-feira (19), tomava banho quado M.W.M mandou que ela desligasse o chuveiro, mas ela não obedeceu.

Diante da negativa da garota, o suspeito foi até o cômodo, desligou o chuveiro,  pegou a criança  pelo braço e começou a acariciá-la, provocando dores na vagina. Diante do relato, militares fizeram rastreamento na região e conseguiram localizar o homem.

Ele disse que apenas brincava com a garota e que tinha um bom relacionamento com a menina, que gostava muito dele. M.W.M foi encaminhado à Delegacia de Plantão da cidade e, em seguida, para o presídio de Poços de Caldas.

O homem pode ser indiciado por estupro de vulnerável.

A reportagem de O TEMPO entrou em contato com o Conselho Tutelar de Poços de Caldas que se recusou a passar informações sobre o fato e informar se a criança foi para algum abrigo. Na primeira tentativa de informação, a coordenadora do conselho, identificada apenas como Lucimara alegou que, mesmo o crime tendo ocorrido nessa terça, a conselheira que acompanhou o registro da ocorrência, até o meio-dia, não havia lhe passado informações.

A reportagem entrou em contato mais quatro vezes e, por fim,  e foi informada por uma atendente identificada como Aline que a conselheira tinha acabado de chegar, estava em reunião e não passaria informações.

Leia tudo sobre: estuprovulnerávelpoços de caldas