Corinthians aprova empréstimo de R$ 70 mi sob protesto

Inicialmente, a intenção do Cori era aprovar um empréstimo de R$ 90 milhões, mas o valor precisou ser reduzido para ser aceito

iG Minas Gerais | AGÊNCIA ESTADO |

Sob protestos da torcida organizada Gaviões da Fiel, o Corinthians aprovou na noite da última terça-feira um empréstimo de R$ 70 milhões. Durante reunião do Conselho de Orientação (Cori), o clube decidiu antecipar a cota de televisão prevista para 2015 com o intuito de pagar dívidas, acertar caixa do clube e contratar reforços durante a Copa do Mundo. Sabedores da ata divulgada há duas semanas para convocar o Cori, integrantes da Gaviões da Fiel estiveram no Parque São Jorge para protestar. A torcida organizada exibiu faixas com os dizeres "cadê o time do povo?" e "fora Mário Gobbi". Ela vem se mostrando contra a administração do clube e também tem criticado bastante os preços dos ingressos para o novo estádio corintiano, o Itaquerão. Inicialmente, a intenção do Cori era aprovar um empréstimo de R$ 90 milhões, mas o valor precisou ser reduzido para ser aceito entre os integrantes do conselho. Este adiantamento da cota da TV Globo, prevista para o ano que vem, precisou ser votado porque o Corinthians terá eleições presidenciais em fevereiro. O atual mandatário, Mário Gobbi, não poderia aprovar a medida por interferir no mandato de seu sucessor. Preocupada em reforçar o elenco, a diretoria do Corinthians já acertou duas contratações que estarão à disposição depois da Copa do Mundo: Elias e, mais recentemente, Lodeiro. O clube ainda busca um atacante para completar o elenco.