Treino da Itália tem insulto racista a Balotelli

De acordo com os jornais italianos La Reppublica e Corriere Della Sera, um torcedor teria ofendido jogador, que ouviu e chamou ato de "estúpido"

iG Minas Gerais | AGÊNCIA ESTADO |

Site oficial/Divulgação
undefined

O segundo dia de treinos da seleção italiana, nesta quarta-feira, foi marcado por mais um caso de ofensas racistas, que teriam vindo do lado de fora do centro de treinamentos da federação italiana de futebol, em Coverciano, um pequeno município nos arredores de Florença. A vítima dos insultos foi o atacante Mario Balotelli, que é negro.

De acordo com os jornais italianos La Reppublica e Corriere Della Sera, uma voz solitária, em meio a grupo de torcedores teria gritado, do lado de fora do CT: "Negro de m...". Balotelli ouviu, fez que não com a cabeça, como que incrédulo, mas manteve a calma. Em seguida, ainda de acordo com a imprensa italiana, o jogador se voltou aos companheiros de corrida e afirmou: "Só em Roma e em Florença acontece uma coisa estúpida dessas".

"É um comportamento inaceitável de pessoas que não deveriam estar lá, mas que infelizmente temos que levar em consideração. O importante é que é veio de poucas pessoas, o gesto deles demonstra o baixo nível de qualidade", comentou Giancarlo Abete, presidente da federação italiana, pouco depois

Já o técnico Cesare Prandelli preferiu minimizar, de acordo com o Corriere. "Eu só ouvi gritos bonitos. Depois se alguém faz uma notícia, paciência...". Na terça ele havia exaltado o clima de alegria na apresentação da equipe.  

Leia tudo sobre: balotelliseleção italianatreinoracismoflorençatorcedorprandelligiancarle abete