Corinthians muda para se recuperar contra o Atlético-PR

Mano Menezes não definiu equipe, mas testou mudanças no meio-campo e chegou a ensaiar um esquema 4-2-3-1

iG Minas Gerais | AGÊNCIA ESTADO |

SHUJI KAJIIYAMA/ASSOCIATED PRESS
undefined

Mano Menezes resolveu mexer no meio de campo do Corinthians para tentar fazer o ataque funcionar nesta quarta-feira, às 22 horas, contra o Atlético Paranaense, no estádio do Canindé, em São Paulo, pela sexta rodada do Campeonato Brasileiro. O treinador não quis confirmar a escalação, mas ensaiou mudanças na equipe no treino desta terça no CT do Parque Ecológico. No lugar do volante Guilherme, vetado pelos médicos por causa de uma contratura muscular na coxa direita, Mano Menezes colocou Bruno Henrique. A alteração que mudou o desenho tático da equipe no entanto, foi a entrada do meia Petros na vaga do atacante Luciano. Assim, o treinador montou o Corinthians no esquema 4-2-3-1, com Guerrero como única referência no ataque. Nessa formação, Renato Augusto passa a ser o jogador mais avançado do meio de campo. “Ele será um meia para trabalhar mais por dentro e jogar próximo do centroavante”, explicou. Passadas cinco rodadas do Brasileirão, o time alvinegro marcou apenas quatro gols. Só balançou as redes mais vezes do que Chapecoense (três gols), Criciúma (dois) e Figueirense (um). Mano Menezes reconhece que o time está devendo e admite que ainda está em busca da formação ofensiva ideal. “É difícil fazer gols, precisa de entrosamento e jogadas individuais. Precisamos melhorar nesses dois aspectos”, afirmou. O treinador ainda não engoliu a maneira como a equipe se comportou contra Figueirense, no último domingo. Durante o primeiro tempo, o Corinthians criou pouco e somente depois de sofrer o gol de Giovanni Augusto, na etapa final, é que passou a pressionar o adversário. “Tínhamos de ser mais contundentes por mais tempo. Fomos apenas durante uma parte do jogo. Os jogadores não podem ficar distantes uns dos outros porque isso facilita a marcação do adversário”, disse. Por isso, ele optou por um meio de campo mais consistente diante do Atlético. A ideia é manter mais a posse de bola e fazer com que Guerrero tenha mais oportunidades de gol. Se confirmada a escalação que Mano Menezes treinou nesta terça, será a primeira vez que Petros, Jadson, Renato Augusto e Guerrero vão atuar juntos.

Leia tudo sobre: corinthiansatlético-prbrasileirãosérieamano menezespetrosguerreroataquemeio-campoderrotaluciano