Disputa no Brasil terá duelos entre ‘inimigos íntimos’

iG Minas Gerais | Victor Martins |

Meia Iniesta é uma das estrelas da Espanha para a Copa do Mundo deste ano
MARTIN MEISSNER/AP PHOTO - 11.7.2010
Meia Iniesta é uma das estrelas da Espanha para a Copa do Mundo deste ano

Ao todo, 64 jogos vão ser disputados na Copa do Mundo de 2014. Muitos deles, certamente, vão ficar marcados na história, seja na própria competição, no currículo de um jogador ou na memória do torcedor. Entre as partidas que vão ser disputadas no Brasil, 48 já são conhecidas. São os confrontos da primeira fase.

E, entre esses duelos, alguns já carregam um longo histórico, fatos importantes ou até mesmo curiosidades. A Bósnia-Herzegovina, por exemplo, é um país relativamente novo – tem pouco mais de 20 anos de independência. A Copa de 2014 é apenas a primeira do país, mas a seleção já conta com um pequeno histórico no futebol. O confronto com o Irã, no dia 25 de junho, na Fonte Nova, vai ser o sexto entre as seleções, o que fará da equipe asiática o time que mais vezes enfrentou a Bósnia.

Já outros duelos são marcados pela pesada história que carregam. O que dizer de um Itália x Uruguai? No gramado da Arena das Dunas, em Natal, vão estar seleções que, juntas, já conquistaram seis Copas, além dos confrontos que tiveram.

O último jogo em Mundiais foi em 1990. Os italianos jogavam em casa e venceram por 2 a 0, com gols de Serena e Schillaci. A partida foi pelas oitavas de final da competição e ajudou no recorde estabelecido por Walter Zenga. O camisa 1 da Itália ficou 517 minutos sem sofrer gols naquela edição, o que faz dele o goleiro que mais tempo ficou sem tomar gols numa mesma edição de Copa.

Inclusive o Brasil tem história nos três confrontos da primeira fase. Embora não sejam clássicos do futebol mundial, Croácia, México e Camarões são seleções que já enfrentaram o time brasileiro em Copas. Assim como em 2006, a caminhada brasileira começa diante da Croácia. No Mundial da Alemanha, o triunfo foi conquistado com um belo gol de Kaká.

O confronto com Camarões foi em 1994. Já o México é uma seleção que cruzou o caminho do Brasil mais vezes, inclusive no Mundial de 1950. Coube aos mexicanos a honra da primeira goleada aplicada pela seleção brasileira no Maracanã. O time de Flávio Costa venceu por 4 a 0, com dois gols de Ademir de Menezes, um de Jair da Rosa Pinto e outro de Baltazar. Em 1954, nova vitória brasileira sobre os mexicanos: 5 a 0.

Para 2014, além das partidas do mata-mata, alguns duelos da primeira fase devem ficar para a história. Espanha e Holanda decidiram a última Copa do Mundo. Pela primeira vez, a final do Mundial se repete na primeira fase do torneio seguinte. Alemanha x Portugal, Inglaterra x Itália e Uruguai x Inglaterra são alguns jogos que prometem. Resta saber como vão entrar para a história.

Cem jogos de história Se o duelo entre Brasil e Camarões entrou para a história como a vitória mais elástica da seleção que conquistou o quarto título brasileiro em Copas do Mundo, o confronto de 2014 vai estar marcado para sempre, não importa o resultado do jogo.

Seleção que vai disputar o 19° Mundial e mais vezes foi campeão (cinco), o Brasil está parte de chegar a marca de cem partidas. Vai ser justamente contra Camarões que o Brasil alcançará tal feito. No entanto, a Alemanha vai completar cem partidas antes, logo na estreia, contra Portugal. Mais dois jogos para a história da Copa.

O mais antigo Nenhuma partida da primeira fase da Copa do Mundo é tão antiga quanto França x Suíça. O primeiro duelo, em 1905, foi também o primeiro jogo da seleção suíça. A França tinha estreado um ano antes. O jogo foi em Paris, no estádio Parc de Princes, com cerca de 500 torcedores presentes. Os franceses venceram por um magro 1 a 0, com gol de Gaston Cyprès.

Tudo em casa Assim com aconteceu em 2010 na África do Sul, os irmãos Boateng vão se enfrentar de novo em uma partida de Copa do Mundo. Ambos nasceram na Alemanha e são irmãos por parte de pai, que é ganês. Assim, o mais velho, o Kevin-Prince optou por defender Gana. Já o mais novo, Jérôme, escolheu jogar pela seleção da Alemanha.

 

Leia tudo sobre: Clique para inserir palavras chave