Jogo em casa ‘chama’ vitória

Retrospecto muito favorável no Gigante da Pampulha é arma da Raposa para seguir no G-4 do Brasileirão

iG Minas Gerais | Guilherme Guimarães |

Sempre pronto. Apesar de não ser titular do Cruzeiro, zagueiro Léo tem correspondido quando é escalado para atuar entre os 11
MARIELA GUIMARAES / O TEMPO
Sempre pronto. Apesar de não ser titular do Cruzeiro, zagueiro Léo tem correspondido quando é escalado para atuar entre os 11

Desde que o Mineirão foi reaberto, o Cruzeiro acumula bons jogos no estádio e, inclusive, construiu no Gigante da Pampulha grande parte da campanha do tricampeonato brasileiro no ano passado. Atualmente na segunda colocação do Nacional, a Raposa quer seguir na parte de cima da tabela do Brasileirão. Para isso, tentará vencer o Sport, hoje, às 21h, pela sexta rodada da competição.

Contra os pernambucanos, os celestes fazem neste primeiro semestre o último jogo no Mineirão, onde somam 86,7% de aproveitamento. O estádio, um dos palcos da Copa do Mundo, estará sob tutela da Fifa já nesta quinta-feira, o que impossibilitará à realização de partidas de clubes nacionais no local.

“Vamos procurar fazer o melhor possível neste último jogo no Mineirão antes da Copa do Mundo. Mais uma partida em casa e vai ser importante jogar diante da nossa torcida. Vamos fazer de tudo pelo resultado positivo”, afirmou o lateral Mayke, que ocupará a vaga de Ceará, que será poupado pelo técnico Marcelo Oliveira.

Além da mudança na lateral direita, o treinador do Cruzeiro irá alterar também o setor ofensivo e será obrigado a mudar ainda o miolo de zaga.

Dedé sofreu uma lesão no joelho direito na vitória por 3 a 2 sobre o Coritiba, no sábado passado, e está fora do time por tempo indeterminado. Léo será acionado, ao lado do seguro e regular Bruno Rodrigo.

“Sempre pronto, sempre ligado e focado. Sigo trabalhando no dia a dia. Fiquei triste pelo ocorrido, mas estou preparado para dar minha resposta e manter a regularidade, como estou acostumado” disse Léo.

Na parte da frente, Marcelo Moreno volta após cumprir suspensão.

Os números azuis no Mineirão são bem positivos. A equipe de Marcelo Oliveira, em 40 jogos, venceu 33, empatou cinco e perdeu apenas duas vezes desde que o estádio foi reinaugurado, em fevereiro de 2013.

E para quem pensa que o compromisso contra o Sport será fácil, está enganado. O time de Recife retornou à Série A neste ano, soma sete pontos em quatro jogos e está na décima colocação na tabela. O Leão da Ilha tem uma partida a menos, já que o confronto ante o Bahia, válido pela quarta rodada, foi adiado por causa da greve da PM em Pernambuco, o que possibilitou mais descanso ao time.

“O Sport é um time com jogadores experientes, atletas que cadenciam bem o jogo e são inteligentes. Temos que ser velozes e ágeis, com uma marcação forte, movimentando bem o meio-campo e ataque para criar jogadas de gol”, disse Léo.

Leia tudo sobre: Clique para inserir palavras chave