Conmebol define os confrontos da Copa Sul-Americana

Torneio continental será iniciado no final do mês de agosto e disputado até dezembro

iG Minas Gerais | AGÊNCIA ESTADO |

São Paulo levou a Copa Sul-Americana na última temporada
Wagner Carmo/VIPCOMM
São Paulo levou a Copa Sul-Americana na última temporada

A Conmebol realizou nesta terça-feira, em Buenos Aires, o sorteio da próxima edição da Copa Sul-Americana, que começa a ser disputada no final de agosto e vai até o dia 10 de dezembro. O Brasil terá oito clubes na competição, mas apenas dois já estão definidos: Vitória e Goiás - os demais serão determinados de acordo com a classificação no Brasileirão do ano passado e as eliminações na Copa do Brasil desta temporada.

O Sport também tem direito a disputar a Copa Sul-Americana, por ter sido campeão da Copa do Nordeste, mas, para isso, precisa estar fora da Copa do Brasil - o clube pernambucano estuda jogar com reservas diante do Paysandu, pela segunda fase do torneio, para forçar uma eliminação e entrar na competição internacional.

Com a indefinição de todos os participantes, ainda não é possível saber quais serão os quatro confrontos entre clubes brasileiros na segunda fase da Copa Sul-Americana. Mas os jogos da primeira fase da competição, envolvendo representantes de Colômbia, Equador, Peru, Venezuela, Bolívia, Chile, Paraguai e Uruguai, foram sorteados nesta terça-feira.

Criada em 2002, a Copa Sul-Americana terá 47 participantes neste ano, sendo quatro de cada país, com exceção da Argentina, com seis, e do Brasil, com oito - atual campeão, o argentino Lanús entra direto nas oitavas de final.

Os clubes brasileiros e argentinos entram direto na segunda fase da competição, quando fazem confrontos locais para ver quem avança - são, portanto, quatro vagas para o Brasil e três para a Argentina nas oitavas de final, além do Lanús.

O campeão da Copa Sul-Americana garante vaga na Libertadores do ano seguinte e também entra direto nas oitavas de final da próxima edição da própria Copa Sul-Americana, além de se classificar para a disputa da Copa Suruga, no Japão, e da Recopa Sul-Americana, contra o campeão da Libertadores.

COPA - Na cerimônia desta terça-feira em Buenos Aires, o presidente da Conmebol, Eugenio Figueiredo, criticou os comentários sobre os problemas na organização brasileira para a Copa do Mundo. "Essa Copa será inigualável", disse o dirigente uruguaio, em tom enfático. "Parabéns aos brasileiros. Infelizmente só se fala de forma negativa sobre a organização da Copa e não se ressaltam as coisas positivas", completou, sem, no entanto, citar os pontos que considerava positivos.

Leia tudo sobre: copasul-americanafutebolconmebol