Ministro garante que dengue não será problema na Copa

Segundo ele, os números de 2014 refletem uma redução de mais de 67% em comparação ao que foi registrado em 2013

iG Minas Gerais | Da redação |

Ministro da Saúde, Arthur Chioro:
EBC/ Divulgação
Ministro da Saúde, Arthur Chioro: "Estamos em plena redução dos casos de dengue em todos os lugares"

Genebra - O Ministério da Saúde aponta que os casos de dengue no Brasil estão em queda e que esse não será um problema para a Copa do Mundo, que começa em menos de um mês.

Segundo o ministro da Saúde, Arthur Chioro, os números de 2014 refletem uma redução de mais de 67% em comparação ao que foi registrado em 2013 e, em todas as cidades sedes do Mundial, a tendência é de queda.

Segundo os dados oficiais, em 2013 foram registrados 1,2 milhão de casos nos primeiros cinco meses do ano. Em 2014, o número foi de 394 mil.

As vítimas fatais da dengue no Brasil em 2013 chegaram a 463, contra apenas 104 casos em 2014. "Isso é uma redução de 78%", disse o ministro, que nesta semana está em Genebra para reuniões na Organização Mundial da Saúde.

"Estamos em plena redução dos casos de dengue em todos os lugares", indicou o ministro.

"Não há nenhuma sede e nenhuma cidade do Brasil que esteja vendo um incremento no número de casos. Em todas elas a taxa já caiu nas últimas três semanas ou um mês", explicou.

Chioro garantiu que a dengue não é considerada como um problema nem para o governo e nem para a Fifa. "Não estamos preocupados. Estamos com muita tranquilidade sobre isso. No Rio de Janeiro, o caso está super controlado", garantiu.

Segundo o ministro, todos os turistas receberão ao chegar no Brasil uma cartilha para orientar o que devem fazer em caso de emergência. Chioro indicou que até mesmo a direção da Fifa elogiou a preparação do Brasil no que se refere à saúde.