Padaria terá que pagar R$3 mil por vender pão de batata com larvas

Manicure, que consumiu metade do produto contaminado em 2011, recorreu da primeira instância pedindo aumento da indenização e venceu

iG Minas Gerais | DA REDAÇÃO |

Após vender um pão de batata contendo larvas de insetos junto ao recheio, uma padaria foi condenada a pagar uma indenização de R$ 3 mil por danos morais à uma manicure, conforme as informações do Tribunal de Justiça de Minas Gerais (TJMG). 

Segundo as informações, a cliente da padaria comprou alguns itens na padaria localizada no bairro Ouro Preto, na região Noroeste de Belo Horizonte. Entre as compras estava um pão de batata recheado com queijo. Após consumir metade do produto, a manicure percebeu vários corpos estranhos no interior. Ao observar de perto, percebeu que se tratavam das larvas. 

Imediatamente a mulher acionou a Polícia Militar (PM) e um Boletim de Ocorrência foi lavrado. Em Primeira Instância, a padaria foi condenada a pagar R$ 1,5 mil de indenização por danos morais, porém, a consumidora recorreu e pediu o aumento do valor. O pedido foi promovido pelo desembargador relator, Marcos Lincoln. Para ele, tendo em vista as peculiaridades do caso, era justo determinar o aumento para R$ 3 mil.

“Embora não haja provas de danos à saúde da consumidora, o simples fato de ela ter ingerido alimento com larvas suplanta o limite do razoável, não havendo de se falar em mero aborrecimento, de modo que são evidentes os danos morais como bem esposado pelo Juiz sentenciante”, ressaltou o relator.

Leia tudo sobre: Clique para inserir palavras chave