Abraço simbólico abre debate sobre exploração de crianças na Copa

Chegada do evento pode potencializar as chances de abuso sexual de menores e de exploração do trabalho infantil na capital mineira

iG Minas Gerais | LUIZA MUZZI |

Reconhecendo que a chegada da Copa do Mundo pode potencializar as chances de abuso sexual de menores e de exploração do trabalho infantil na capital mineira, o Governo de Minas e a Prefeitura de Belo Horizonte se uniram, nesta terça-feira (20), na realização de um grande debate em torno da prevenção a crimes contra crianças e adolescentes. Durante o encontro, realizado no Parque Municipal Américo Renê Giannetti, cerca de mil jovens fizeram um abraço simbólico em torno do lago do parque, pedindo pelo respeito aos direitos das crianças e adolescentes durante o Mundial.

“Diante do aumento no trânsito de pessoas nas cidades sede da Copa, como  Belo Horizonte, estamos incentivando que o jovem seja protagonista de sua própria defesa, amparado com o auxílio do poder público”, explica a coordenadora municipal de Direitos Humanos, Luciana Crepaldi. A gerente Beth Campos completa: “A Copa  traz um impacto no que tange os direitos das crianças e adolescentes. Com base na experiência da África do Sul, onde foram registrados muitos desaparecimentos e gravidez precoce de meninas, estamos tentando prevenir essa situação”.

O evento “Identificar para Proteger” teve como objetivo celebrar a luta do Dia Internacional de Combate ao Abuso e Exploração Sexual de Crianças e Adolescentes, comemorado dia 18 de maio, e do Dia Mundial de Combate ao Trabalho Infantil, lembrado dia 12 de junho – data da abertura do Mundial. Durante a programação, centenas de crianças de escolas públicas e jovens aprendizes de diversos setores da iniciativa privada puderam assistir a três peças teatrais relacionadas à temática.

“É uma oportunidade de unir atores que lutam contra a violência sexual de crianças e adolescentes, até mesmo para mobilizar e incentivar o debate sobre o tema”, afirmou a superintendente de Direitos Humanos da Secretaria de Estado de Desenvolvimento Social, Fernanda Givisiez. 

Leia tudo sobre: Clique para inserir palavras chave