Vaticano investiga ex-secretário de Estado por desvio de verbas

Segundo o 'Bild', o valor teria sido retirado das contas do Vaticano em dezembro de 2012 e transferido para a produtora Lux Vide, ligada a Tarcisio Bertone

iG Minas Gerais | DA REDAÇÃO |

O ex-secretário de Estado do Vaticano, Tarcisio Bertone, está sendo investigado pelo desvio de 15 milhões de euros. A informação foi divulgada nesta terça-feira (20) pelo tabloide alemão "Bild".

Segundo a publicação, o valor teria sido retirado das contas do Vaticano em dezembro de 2012 e transferido para a produtora Lux Vide, ligada a Bertone. O jornal diz que o Banco do Vaticano era contrário a transferência, mas ela aconteceu devido a pressão do cardeal.

O porta-voz do Vaticano negou a existência da investigação. Em entrevista a agência de notícias italiana ADNKronos, Bertone negou a acusação e disse que a transferência foi autorizada por uma comissão de cardeais.

Bertone foi nomeado secretário de Estado (número dois na hierarquia do Vaticano) pelo papa Bento 16 em 2006 e permaneceu no cargo até 2013.

Durante sua gestão, ocorreu o vazamento de documentos secretos que denunciavam um esquema de corrupção dentro do Vaticano.

Leia tudo sobre: Clique para inserir palavras chave