Maurício preparado para primeira experiência internacional em clubes

Jogador revelado pelo Minas atuará no Fakel na próxima temporada; frio será o maior adversário

iG Minas Gerais | DANIEL OTTONI |

Maurício Borges pode retornar para o time que lhe abriu as portas no começo da carreira
DIVULGAÇÃO - CBV
Maurício Borges pode retornar para o time que lhe abriu as portas no começo da carreira

A temporada 2013/2014 ficou para trás. Por mais que as coisas não tenham acontecido dentro do esperado, o ponta Maurício Borges crê que novos e melhores dias virão em breve. O jogador da seleção, que atuou pelo Vivo-Minas na última Superliga, está de malas prontas para o Fakel, da Rússia. A última passagem pelo Minas foi a segunda do atleta pelo clube de Belo Horizonte.

Esta será a primeira experiência internacional do jogador alagoano, natural de Maceió, com passagens pelo Pinheiros e Sada Cruzeiro. Com 25 anos, Maurício acredita que a decisão vinha sendo alimentada ao longo dos últimos meses.

"Eu já vinha com essa vontade de jogar fora do país. Fiquei muito feliz quando apareceu esta proposta, que será muito boa para mim em termos de ritmo de jogo", destaca Maurício, que chegou a ficar na reserva do Minas em alguns jogos do principal torneio do país. O lado financeiro também foi considerado, já que os valores que serão obtidos superam os da realidade brasileira.

Em um país tão diferente, Maurício acredita que o frio será um dos adversários fora de quadra. "Até gosto de frio, mas lá as temperaturas são muito baixas. Precisarei me acostumar com um outro estilo de vida, mas acho que, no final, tudo vai dar certo", comenta o jogador, mostrando confiança.

A língua, tão distinta, terá um peso a menos para Maurício. "O inglês é um idioma universal e acredito que, em relação a isso, não terei tantos problemas para me comunicar", salienta. No entanto, é possível que o contato com alguns jogadores locais fique limitado, já que muitos russos não falam o inglês. 

Este será um desafio a mais para o jogador, que não se incomoda com os empecilhos que podem aparecer no seu caminho. Acostumados a enfrentar barreiras, e a superá-las, Maurício espera evoluir como jogador. "Lá é um outro estilo de jogo, com mais força do que qualquer outra coisa", indica Maurício. Com apenas 19 anos, Maurício já mostrava seu talento para o mundo do vôlei, destacando-se pelo Minas nos primeiros anos de profissional. A eleição de revelação da Superliga e o título do torneio mostraram que o futuro reservava a ele voos mais altos.

Os anos seguintes comprovaram os degraus mais altos previstos na carreira do jogador, que se depara, agora, com um dos maiores desafios da carreira.