Vítimas do acidente na BR-262 já começam a ser enterradas na capital

Ônibus de excursão que saiu do Barreiro e foi para Caldas Novas, em Goiás, capotou e caiu em uma ribanceira, matando 10 pessoas e deixando outras 31 feridas

iG Minas Gerais | JULIANA BAETA |

Veículo teria sido fretado por um grupo de BH
Uarlen Valério
Veículo teria sido fretado por um grupo de BH

As vítimas fatais do acidente ocorrido em Luz, na região Centro-Oeste do Estado, no último domingo (18), já começaram a ser enterradas nesta terça-feira (21). O trânsito na BR-262 já voltou a fluir normalmente e o ônibus da empresa Graça Tour, que capotou e caiu em uma ribanceira, já foi retirado do local. O acidente causou a morte de 10 pessoas, entre passageiros e a dona da empresa, Maria das Graças Teixeira Cassino, que organizou a excursão com saída do Barreiro, em Belo Horizonte, e destino a Caldas Novas, em Goiás.

Na manhã desta terça, foi velado o corpo de Maria José Monteiro Dias, 76, uma das vítimas, no Cemitério Parque da Colina. A criança de 6 anos que teve traumatismo craniano passou por uma cirurgia e já está em situação estável, sem risco de morte, segundo a assessoria da Fundação Hospitalar do Estado de Minas Gerais (Fhemig). Ela continua internada no Hospital de Pronto-Socorro João XXIII.

No entanto, houve a piora no estado de saúde de uma das vítimas que estava no João XXIII. Terezinha Teixeira Apolinário, 74, chegou de helicóptero a unidade e foi transferida para a Unidade de Tratamento Intensivo (UTI) nesta terça-feira. Ela permanece em estado grave.

Já no Hospital Senhora Aparecida, de Luz, para onde alguns feridos foram levados, não foi possível saber o estado de saúde das vítimas porque o hospital não apenas se recusou a passar as informações, como tem desligado as ligações da equipe de O TEMPO.

Ao todo, foram 31 feridos, dos quais sete foram para o João XXIII, sendo que um deles já recebeu alta da unidade. As outras vítimas foram encaminhadas para o Hospital Senhora Aparecida e para a Santa Casa de Bom Despacho. No ônibus, estavam 54 passageiros.

A Polícia Civil informou que o inquérito já está aberto para apurar as causas do acidente e o laudo deverá sair após as investigações, que tem o prazo inicial de 30 dias para serem concluídas. 

Leia tudo sobre: Clique para inserir palavras chave