Na Argentina, Messi promete 'mudar chip' para Copa

Atacante acostumado a se dar bem no Barça e não ter tanta sorte com a seleção projeta história diferente em 2014

iG Minas Gerais | AGÊNCIA ESTADO |

Messi treinou normalmente durante a semana e deve entrar contra o Getafe para ganhar ritmo de jogo
Divulgação/Barcelona
Messi treinou normalmente durante a semana e deve entrar contra o Getafe para ganhar ritmo de jogo

Acostumado a muitas conquistas pelo Barcelona, Lionel Messi teve que se acostumar com uma realidade diferente na última temporada. O clube catalão faturou apenas a Supercopa da Espanha ainda em agosto do ano passado, e depois fracassou na Liga dos Campeões, no Campeonato Espanhol e na Copa do Rei. O próprio atacante teve um desempenho muito abaixo do esperado, sofreu com lesões e não foi o mesmo de outros anos.

Mas tudo isso ficou para trás. Nesta terça-feira pela manhã, Messi desembarcou em Buenos Aires para iniciar a preparação para a Copa do Mundo e garantiu que "mudará o chip" para a competição. "Chego à seleção e mudo o chip. Muitas vezes foi o contrário, ia a Barcelona e jogava bem, esperamos que dessa vez quando me juntar na concentração a meus amigos vai ser outra história."

A temporada ruim no Barcelona gerou preocupação nos torcedores argentinos, que temem um Messi abaixo do esperado também na seleção, mas o jogador tranquilizou. "Não foi um dos meus melhores anos, gostaria de terminar de outra forma, mas foi uma baixa do grupo. Sei o que posso dar, estou tranquilo, tenho vontade de começar a treinar. Na preparação vai ser tudo novo", afirmou.

Messi agora terá seis dias para descansar. Ele ficará até o final desta semana com sua família em Rosário, para depois, na segunda-feira, se apresentar ao técnico Alejandro Sabella e iniciar a preparação com a seleção argentina no Centro de Treinamento de Ezeiza, em Buenos Aires. Os argentinos estreiam na Copa do Mundo no dia 15 de junho, contra a Bósnia, no Maracanã.

Para fazer uma boa preparação e chegar bem no Brasil, o astro já sabe o que será necessário. "Desconectar de tudo e desfrutar com minha gente vai me fazer bem. Temos um grande grupo, todos chegamos bem. Espero que possamos cumprir o objetivo e que possamos chegar onde pretendemos."

Apesar de admitir a dificuldade de jogar no Brasil, até pela rivalidade histórica entre os países, Messi disse que a torcida Argentina pode fazer a diferença a favor de sua seleção. "O Mundial é algo muito importante para nós. Vai ser complicado por ser no Brasil, mas a gente está perto, vai estar cheio de argentinos. Estamos pertinho, com muita vontade de que dê certo" comentou.