Galliani garante que Kaká permanecerá no Milan

Cláusula no contrato de jogador permitia que atleta saísse caso equipe não se classificasse para competições europeias, mas dirigente diz que há "99% chance de que ele fique"

iG Minas Gerais | AGÊNCIA ESTADO |

Kaká está muito perto de atingir seu centésimo gol com a camisa do clube italiano
MILAN / DIVULGAÇÃO
Kaká está muito perto de atingir seu centésimo gol com a camisa do clube italiano

O vice-presidente do Milan, Adriano Galliani, garantiu que o meia Kaká deve permanecer no clube para a próxima temporada. O jogador brasileiro tem contrato com o Milan até junho de 2015, mas possui uma cláusula que lhe permite rescindir o acordo após o fracasso da equipe na tentativa de se classificar para competições europeias.

"Kaká vai ficar aqui", disse Galliani ao site oficial do Milan. "Há uma chance de 99% de que ele fique com a gente", completou o dirigente, confiante de que os rumores sobre uma transferência do brasileiro para o futebol dos Estados Unidos não vai se concretizar.

De volta ao Milan na temporada 2013/2014, após quatro anos no Real Madrid, Kaká marcou nove gols em 39 partidas, mas não conseguiu conduzir o time ao sucesso da sua passagem anterior, quando conquistou uma vez os títulos do Campeonato Italiano e da Liga dos Campeões da Europa.

Além de seguir com Kaká, Galliani explicou que o Milan também trabalha para manter o zagueiro francês Adil Rami, que chegou ao clube em janeiro, cedido por empréstimo de seis meses pelo Valencia. Agora, o time italiano deseja adquiri-lo em definitivo.

"Falei com Rami e eu disse a ele que informamos ao Valencia que estamos interessados em contratá-lo", disse Galliani. "Nós vamos nos encontrar com os dirigentes do Valencia em Lisboa na sexta-feira, tendo em vista a final da Liga dos Campeões e vamos começar as negociações. Ele quer ficar e nós esperamos que as coisas se saiam bem".

O dirigente do Milan também disse que o clube pode tentar manter o atacante marroquino Adel Taarabt, que chegou por empréstimo em janeiro, cedido pelo Queens Park Rangers. "Temos até 31 de maio para decidir sobre Taarabt", afirmou Galliani.

Leia tudo sobre: gallianikakámillantemporadacampeonato italianoramivalência