Idoso estupra ex-mulher de 65 anos e joga a culpa na 'bipolaridade'

Suspeito disse à polícia que há 10 dias está sem medicamentos; vítima foi encaminhada ao hospital, onde foi confirmado o abuso sexual

iG Minas Gerais | CAROLINA CAETANO |

Um homem foi preso após estuprar a ex-companheira de 65 anos, nessa segunda-feira (19), em Araçuaí, no Vale do Jequitinhonha. Com justificativa, o suspeito disse que sofre de transtorno bipolar, caracterizado pela oscilação de humor, e que está há dez dias sem medicamento.

Segundo o soldado Diego Moreira, a Polícia Militar foi acionada pela própria vítima. Ela contou que durante a madrugada, A.B.G.S, de 60, invadiu sua casa, no bairro Esplanada, e a obrigou a manter relações sexuais.

Após o estupro, o idoso ainda pressionou a cabeça da dona de casa contra a cama, ocasionando uma  lesão no rosto. Durante rastreamento, policiais localizaram o homem próximo ao local do crime. O suspeito afirmou que não se lembrava de nada. Além disso, contou que estava sem remédios porque o Centro de Atenção Psicossocial (Caps) da cidade não havia entregado os medicamentos.

O aposentando foi encaminhado à Delegacia de Plantão de Araçuaí para prestar esclarecimentos.

A reportagem de O TEMPO entrou em contato com o Caps e foi informada que o suspeito realmente tem um cadastro no centro. No entanto, a secretária disse que apenas a supervisora, que não estava, é autorizada a falar sobre o estado do homem e a falta de medicamentos.

Leia tudo sobre: ARAÇUAÍBIPOLARIDADEESTUPRO