Marcação de cirurgias pode voltar ao normal nesta terça

Devido ao baixo estoque de sangue na capital, procedimentos foram suspensos na última sexta-feira

iG Minas Gerais |

Cerca de 300 bolsas foram coletadas no último sábado, diz Hemominas
Alex de Jesus - 8.1.2013
Cerca de 300 bolsas foram coletadas no último sábado, diz Hemominas

A marcação de cirurgias eletivas de pacientes do Sistema Único de Saúde (SUS) da capital, suspensa na última sexta-feira devido ao baixo estoque de sangue no Hemocentro de Belo Horizonte, pode voltar à normalidade nesta terça. Esse tipo de cirurgia é programada e demanda preparo dos pacientes, mas havia o risco, inclusive, de os casos mais urgentes ficarem sem atendimento.

Segundo a Fundação Hemominas, as cerca de 300 bolsas que foram coletadas no último sábado contribuíram para a melhoria dos níveis dos estoques. Coordenador da unidade regional da fundação na capital, Marcelo Froés informou que os estoques melhoraram de maneira geral e que o número de bolsas do tipo sanguíneo O positivo – o que apresentava o estado mais crítico – foi recuperado em cerca de 50% no fim de semana.

“Os grupos sanguíneos negativos, que são mais raros na população, continuam inspirando atenção”, ressaltou o coordenador regional.

Como ajudar. Podem ser doadores pessoas com idade entre 18 e 69 anos, que pesem acima de 50 kg e que não tenham ingerido bebida alcoólica nas 12 horas anteriores ao horário da coleta. O doador não pode ter tido hepatite após os 11 anos nem permanecido ou visitado regiões endêmicas para doença de Chagas.

Agendamentos para as doações de sangue podem ser feitos pelo telefone 155, sempre das 7h às 18h, de segunda a sexta-feira.

Onde doar

Na capital:

- Shopping Estação BH (av. Cristiano Machado, 11.833. bairro Venda Nova)

- Hospital Júlia Kubitschek (avenida avenida Doutor Cristiano Rezende, 2.505, bairro Araguaia)

- Hemominas (alameda Ezequiel Dias, 321, bairro Santa Efigênia)

Em Betim  :- rua Salvador Gonçalves Diniz, 191, Jardim Brasília

Leia tudo sobre: Clique para inserir palavras chave