Servidores da saúde de Ibirité recusam proposta e seguem em greve

Categoria promete acampar em frente a prefeitura do município na manhã da próxima quarta-feira (19)

iG Minas Gerais | CAMILA KIFER |

Os servidores da saúde de Ibirité, na região metropolitana de Belo Horizonte, recusaram nesta segunda-feira (19) a proposta da prefeitura e decidiram manter a greve. A decisão foi tomada durante assembleia dos grevistas na Praça do Fórum.

De acordo com Leide Cássia Fernandes, diretora estadual do Sindicato Único dos Trabalhadores da Saúde de Minas Gerais (Sind - Saúde), a categoria rejeitou o reajuste de 6% oferecido pelo município. “Entendemos que essa porcentagem não é um reajuste e sim uma equiparação salarial. Queremos um reajuste em ganho real em cima da inflação, o que quer dizer acima de 6%”, declarou Leide.

A segundo o Sind - Saúde a proposta do município também engloba a extensão do vale alimentação de R$ 60 para 80. Porém, os servidores não aceitaram e a prefeitura decidiu não fazer uma nova proposta.

Uma grande movimentação está sendo programada para a próxima quarta-feira (21). Manifestantes irão se reunir na frente da prefeitura localizada na rua Arthur Campos, no bairro Alvorada, com barracas. O objetivo é permanecer acampados na porta da prefeitura durante a quarta-feira com possibilidade de permanecer.

A informação é que 70% dos profissionais estão em greve desde o dia 15 deste mês e desfalcam unidades de saúde do município.  

Leia tudo sobre: Clique para inserir palavras chave