Giggs se aposenta e deixa os gramados aos 40 anos

Jogador atuou em 963 partidas, ganhou 13 títulos do Inglês, duas Liga dos Campeões e agora atuará como auxiliar técnico do clube

iG Minas Gerais | AGÊNCIA ESTADO |

Site oficial/Divulgação
undefined

Depois de 13 títulos do Campeonato Inglês, dois da Liga dos Campeões da Europa, 963 partidas e outros grandes momentos, Ryan Giggs encerrou a sua incrível carreira de 23 anos como jogador do Manchester United, nesta segunda-feira, assumindo o cargo de assistente técnico do clube.

O jogador mais condecorado da história do futebol britânico fez o anúncio de sua aposentadoria em carta aberta publicada no site oficial do Manchester United, uma hora depois de ter sido confirmado como auxiliar de Louis Van Gaal, o novo técnico do time. "Para mim, hoje um é novo capítulo cheio de muitas emoções - imenso orgulho, tristeza, mas acima de tudo, empolgação para o futuro", disse o agora ex-jogador, de 40 anos.

Giggs foi um dos jogadores mais importantes da maior era de sucesso do Manchester United, sob o comando de Alex Ferguson, e disse que só tem a comemorar nesse momento. "Estou imensamente orgulhoso, honrado e feliz por ter representado o maior clube do mundo 963 vezes e País de Gales 64 vezes", escreveu Giggs, que nunca jogou uma Copa do Mundo.

"Meu sonho sempre foi jogar pelo Manchester United, e embora seja triste saber que não vou mais vestir uma camisa do United novamente como jogador, eu tenho a sorte de ter realizado esse sonho e de ter jogado com alguns dos melhores jogadores do mundo trabalhando como um técnico incrível como Alex Ferguson, e acima de tudo, jogando para os maiores torcedores do futebol mundial".

Ele também venceu quatro Copas da Inglaterra, três Copas da Liga Inglesa, uma Supercopa da Europa e dois Mundiais de Clubes. A última temporada foi a única em sua carreira em que ele não conseguiu marcar um gol no Campeonato Inglês.

Giggs está sendo preparado pelo United para ser técnico no futuro e ele teve um breve vislumbre da vida no banco no final da temporada passada, quando assumiu o time interinamente nas últimas quatro rodadas do Campeonato Inglês. Agora, terá a oportunidade de trabalhar ao lado de Van Gaal.