Manchester United anuncia Van Gaal como novo técnico

Holandês assinou por três anos e será primeiro treinador de fora da Grã-Bretanha e da Irlanda a dirigir time de Old Trafford

iG Minas Gerais | AGÊNCIA ESTADO |

undefined

O Manchester United anunciou nesta segunda-feira a contratação do técnico Louis van Gaal, que assinou um contrato por três anos e vai assumir o comando do clube de Old Trafford após a disputa da Copa do Mundo no Brasil, tornando-se o primeiro treinador de fora da Grã-Bretanha e da Irlanda a dirigir o time. Ryan Giggs será seu assistente. "Trabalhar como técnico do Manchester United, o maior clube do mundo, me deixa muito orgulhoso", disse o treinador, em comunicado divulgado pelo Manchester.

Van Gaal, de 62 anos, chega ao clube com a meta de recuperá-lo após uma temporada ruim, o que inclusive provocou a demissão do técnico David Moyes, que ficou apenas dez meses no cargo, fracassando na tentativa de suceder Alex Ferguson, que dirigiu o time em 27 anos.

No último Campeonato Inglês, o Manchester United ficou apenas na sétima colocação e, assim, não conseguiu se classificar para uma competição europeia após 24 anos. Nada disso, porém, preocupa o seu novo treinador. "Este clube tem grandes ambições. Eu também tenho grandes ambições", disse Van Gaal. "Juntos, tenho certeza que vamos fazer história".

Para recuperar o time, Van Gaal deve ter fundos consideráveis para reforçar o elenco e conduzi-lo novamente para a Liga dos Campeões da Europa, o que dirigentes já declararam ser o objetivo principal para a próxima temporada.

Van Gaal ganhou notoriedade no seu primeiro trabalho como técnico, no Ajax, entre 1991 e 1997, quando conquistou diversos títulos, incluindo o da Liga dos Campeões na temporada 1994/1995. Depois disso, ele foi para o Barcelona e também teve êxito, tanto que faturou dois títulos espanhóis.

O treinador, inclusive, retornou ao Barcelona em 2002, após dirigir a seleção da Holanda por dois anos. Depois, ainda passou por AZ e Bayern de Munique, sendo campeão nacional em ambos os times, antes de voltar para a seleção holandesa em julho de 2012.

"Todo mundo está muito animado com essa nova fase da história do clube", disse Ed Woodward, vice-presidente do Manchester. "Seu histórico de sucesso em ganhar ligas e taças em toda a Europa ao longo de sua carreira faz dele o escolha perfeita para nós", concluiu.