Meta é dobrar postos em MG

Em dez anos, Corpo de Bombeiros pretende criar mais 56 unidades e alcançar 110 municípios

iG Minas Gerais | Luciene Câmara |

João Monlevade reivindica um posto da corporação devido aos acidentes na 381 (foto)
cristiano trad - 2.12.2010
João Monlevade reivindica um posto da corporação devido aos acidentes na 381 (foto)

Nos próximos dez anos, a meta do Corpo de Bombeiros de Minas Gerais é atender 100% das cidades com até 30 mil habitantes, o que corresponde a 110, segundo a corporação. Para isso, será preciso mais que dobrar a abrangência atual. O projeto, no entanto, ainda está engatinhando, já que apenas Oliveira, na região Centro-Oeste, e Viçosa, na Zona da Mata, estão com pelotões em obras.

No Norte de Minas, onde a demanda maior é por um posto em Salinas ou em Taiobeiras, ainda não há sequer edital para as construções. Outra cidade que pleiteia há anos uma unidade de socorro é João Monlevade, na região Central, que recebe muitos chamados de acidentes da BR–381. A unidade de atendimento mais próxima fica em Itabira, a 32 km de lá, no Vale do Aço. Enquanto não há estrutura dos bombeiros no local, quem presta socorro é o Serviço Voluntário de Resgate (Sevor), que existe há 13 anos e tem 52 socorristas voluntários.

O grupo faz em média 50 atendimentos por mês, entre acidentes e chamados dentro de João Monlevade. “O serviço surgiu da necessidade de socorro na região. Mas em incêndio, dependemos do Corpo de Bombeiros, nós apenas prestamos apoio”, relatou o presidente do Sevor, Humberto Fernandes.

O embalador Francis José de Carvalho Gomes, 24, sofreu um acidente de moto na BR–262, em setembro passado, e foi socorrido graças ao Sevor. “Antes da chegada do Sevor, um médico que passava pelo local fez os primeiros socorros e me ajudou muito”, relata.

José Carlos Serufo, professor da Faculdade de Medicina da Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG), ressalta a importância do poder público em criar programas de formação de socorristas, que saibam fazer os primeiros socorros. “Em países da Europa e dos Estados Unidos, isso é muito comum”.

Saiba mais

Colaboração. Quem quiser ajudar o Sevor a manter sua estrutura de atendimento pode fazer doações por meio de depósito bancário: Caixa Econômica Federal, agência 0607 conta 117-6, operação 003. O site do grupo para mais informações é www.sevor.com.br.

Socorristas. O Corpo de Bombeiros oferece gratuitamente o curso de primeiros socorros à população. As aulas e as inscrições são feitas no batalhão da avenida Antônio Carlos, na Pampulha, na capital. O telefone é (31) 3490-5500. O curso é de segunda a sexta-feira, das 19h às 22h30, e dura duas semanas. Para incentivar novos cursos, a corporação dará prêmios de produtividade às unidades.

Leia tudo sobre: Clique para inserir palavras chave