André marca dois e garante virada do Atlético sobre o Santos

Vitória longe dos domínios minimiza início ruim do Galo, que chega ao 11º lugar e já projeta novos objetivos no Nacional

iG Minas Gerais | THIAGO NOGUEIRA |

SP - BRASILEIRÃO/SANTOS E ATLÉTICO MG - ESPORTES - Lance durante a partida entre Santos SP e Atlético MG válido pela Série A do Campeonato Brasileiro 2014 no Estádio Arena Pantanal em Cuiabá (MT), neste domingo (18). 18/05/2014 - Foto: CHICO FERREIRA/FUTURA PRESS/FUTURA PRESS/ESTADÃO CONTEÚDO
SP - BRASILEIRÃO/SANTOS E ATLÉTICO MG - ESPORTES - Lance durante a partida entre Santos SP e Atlético MG válido pela Série A do Campeonato Brasileiro 2014 no Estádio Arena Pantanal em Cuiabá (MT), neste domingo (18). 18/05/2014 - Foto: CHICO FERREIRA/FUTURA PRESS/FUTURA PRESS/ESTADÃO CONTEÚDO

Com o departamento médico lotado, o Atlético mostrou, mais uma vez, a capacidade de  superação. Em noite de dois gols do atacante André, o Galo fez  2 a 1 e venceu, de virada, o Santos, neste domingo, na Arena Pantanal, em Cuiabá, assegurando sua segunda vitória seguida no Campeonato Brasileiro. Com o resultado, o Alvinegro  minimiza  o início ruim de competição, chega ao 11º lugar e já projeta novos objetivos.  Mandante do jogo, o Santos tinha mais torcida em Cuiabá, embora a Massa atleticana e torcedores de outros clubes também tivessem seus representantes. O jogo, que começou morno, aos poucos, foi esquentando. O Peixe era um time sem pressa ofensiva, mas que, ao mesmo tempo, construía lances de perigo. Victor chegou a fazer uma defesa à queima-roupa no início. O Galo errava passes bobos. Sem Ronaldinho Gaúcho, Tardelli ou Guilherme – todos machucados –, o meio-campo alvinegro tinha apenas a movimentação de Marion e Fernandinho como arma. Quando o Atlético começou a encaixar o ataque – obrigando Aranha a fazer boas defesas –, a equipe santista contou com o erro de cálculo de Leonardo Silva para abrir o placar, aos 37 minutos. “Foi uma infelicidade”, disse o zagueiro. Para a segunda etapa, Levir Culpi desistiu da aposta em Rosinei e deu chance para o jovem Carlos. Atrás do prejuízo, o Atlético aumentou a produtividade e, de cabeça, perdeu duas boas chances, tendo ainda um gol anulado. O volume do Galo era maior, mas de nada adiantava sem o capricho nas finalizações. O gol não saía, e o técnico Levir Culpi promoveu novas alterações: o jovem Eduardo e o argentino Dátolo nos lugares de Pierre e Fernandinho, respectivamente. De tanto martelar, o Galo conseguiu a igualdade em jogada de Alex Silva e gol de André, aos 30 minutos. Sete minutos depois, voltou a brilhar a estrela do artilheiro. De bico, André fez o vira-vira para o Galo, decretando o placar final do duelo no Pantanal. 

Leia tudo sobre: atleticogalosantosvenceviradabrasileiroarena pantanal