Ganso marca dois, São Paulo bate Flamengo e segue invicto

Confronto deste domingo foi marcado por protestos da torcida flamenguista contra seus jogadores em primeiro duelo sob o comando de Ney Franco

iG Minas Gerais | AGÊNCIA ESTADO |

Mesmo jogando em casa, o Flamengo acabou derrotado pelo Tricolor Paulista
FLAMENGO/ DIVULGAÇÃO
Mesmo jogando em casa, o Flamengo acabou derrotado pelo Tricolor Paulista

O São Paulo venceu o Flamengo por 2 a 0, neste domingo, no Maracanã, e manteve a sua invencibilidade no Campeonato Brasileiro. O time tricolor chegou aos nove pontos na competição enquanto o clube carioca se manteve com apenas quatro. Paulo Henrique Ganso teve grande atuação, principalmente no primeiro tempo, e fez os dois gols na partida, marcada por protestos da torcida flamenguista contra seus jogadores.

O resultado levou o São Paulo ao sexto lugar do Brasileirão, enquanto a equipe rubro-negra está na 16ª posição, logo à frente da zona de rebaixamento. Nesta noite de domingo, porém, o Criciúma, o 17º com três pontos, enfrenta o Inter, em casa, e poderá deixar os flamenguistas entre os quatro últimos da tabela.

O JOGO - O que sobrou para o São Paulo na primeira etapa, faltou para o Flamengo. O time carioca assustou Rogério Ceni em chute de fora da área e em cabeçada após cobrança de escanteio, mas poucas jogadas foram criadas. Ao contrário, a equipe são-paulina tinha Osvaldo, Pato e principalmente Ganso trabalhando a bola pelas pontas e pelo meio do ataque, mantendo a defesa adversária em constante alerta.

O Flamengo perdeu chance de se aproveitar da subida de Rogério ao ataque, aos 19 minutos. Após falta dura de Léo Moura em Pato na entrada da área, o goleiro bateu bem por cima da barreira e Felipe pulou para defender. No contra-ataque, Paulinho poderia ter tentado o chute por cobertura quase do círculo central, mas preferiu passar para Hernane no lado esquerdo e Maicon matou a jogada quando o capitão tricolor já estava na meta.

Três minutos depois veio o castigo. Em contragolpe, Osvaldo partiu com a bola dominada pelo lado esquerdo e cortou para o meio. Ganso se infiltrou por entre a zaga adversária, recebeu o passe e de dentro da área tocou com categoria no canto esquerdo de Felipe, que pulou para o outro lado. Bem no jogo, Ganso, antes do fim do primeiro tempo, deu passe para Pato chutar por cima e levou perigo ao tentar encobrir o goleiro flamenguista em finalização da ponta esquerda da área. Porém, o São Paulo foi para o intervalo vencendo por 1 a 0.

Sem Hernane, lesionado no fim da etapa inicial, o Flamengo voltou a campo com Elano, e, logo aos 30 segundos do segundo tempo, ele tocou para Alecsandro fazer o pivô e passar de primeira para Everton, que invadiu a área pelo lado esquerdo e chutou a bola na trave direita de Rogério Ceni. Do outro lado, Felipe quase entregou um gol de graça ao tentar chutar a bola para longe da área. Ele pegou mal nela e a bola foi parar nos pés de Ganso, que não conseguiu aproveitar a chance.

Apesar de recuo do São Paulo, o Flamengo até aumentou o volume de jogo, mas a pressão dos 15 minutos iniciais do segundo tempo não deu resultado e o nervosismo bateu nos atletas. A torcida pedia por raça, pela contratação de jogadores e chamava o time de "sem vergonha". Mugni e Negueba substituíram Luiz Antônio e Everton, mas o panorama do jogo seguiu o mesmo. Luis Fabiano perdeu chance de ampliar o placar ao cabecear fraco para o gol, mas, aos 45 minutos do segundo tempo, cruzou da esquerda para Ganso finalizar duas vezes e matar o jogo.

Na sequência do campeonato, o São Paulo de novo será visitante no Maracanã, desta vez contra o Fluminense, na quarta-feira. Já o Flamengo será mandante mais uma vez, mas jogará em Macaé, contra o Bahia, também na quarta.

FICHA TÉCNICA

FLAMENGO 0 X 2 SÃO PAULO GOLS - Paulo Henrique Ganso, aos 22 minutos do primeiro tempo e aos 45 minutos do segundo tempo. CARTÕES AMARELOS - Léo Moura (Flamengo) e Maicon (São Paulo) ÁRBITRO - Ricardo Marques Ribeiro (MG). RENDA - R$ 968.230,00. PÚBLICO - 19.871 pagantes (25.118 presentes). LOCAL - Estádio do Maracanã, no Rio.

FLAMENGO - Felipe; Léo Moura, Wallace, Samir e André Santos; Marcio Araújo, Luiz Antônio (Mugni), Everton (Negueba) e Paulinho; Alecsandro e Hernane (Elano). Técnico - Ney Franco.

SÃO PAULO - Rogério Ceni; Paulo Miranda, Lucão, Antônio Carlos e Reinaldo; Souza, Maicon (Hudson) e Paulo Henrique Ganso; Alexandre Pato (Pabón), Luis Fabiano e Osvaldo (Boschilla). Técnico - Muricy Ramalho.

Leia tudo sobre: sao paulovenceflamengojogoestreianey franco