Só um em cada dez candidatos a emprego recebe retorno sobre vaga

Entre os 9% que tiveram retorno, 31% afirmam que o tempo médio para recebê-lo é de até uma semana; 72% não têm explicação quando o resultado é negativo

iG Minas Gerais | Da Redação |

Uma pesquisa do site de vagas de emprego Curriculum indicou que 91% dos profissionais que participam de processos seletivos não recebem resposta dos recrutadores. Entre os 9% que tiveram retorno, 31% afirmam que o tempo médio para recebê-lo é de até uma semana. No entanto, 72% responderam que não recebem explicações quando o resultado é negativo. 'A área de recursos humanos das empresas administra muitos processos seletivos e tem pouco tempo para dar respostas aos candidatos. É uma cultura que precisa mudar', afirma Marcelo Abrileri, presidente e fundador da Curriculum. Segundo ele, o profissional cria expectativa para uma vaga que muitas vezes já foi preenchida. A pesquisa mostrou que 54% dos entrevistados dizem acreditar que a resposta do recrutador demonstra respeito a quem participou da entrevista. Além disso, 15% afirmam que o retorno é importante para que eles saibam se têm chances em uma futura oportunidade. Para Abileri, caso a empresa não dê retorno depois do período estimado, o candidato pode entrar em contato. 'É importante que ele pergunte na entrevista em qual prazo a companhia terá a resposta. Se não houver retorno depois desse prazo, ele pode entrar em contato sem denegrir sua imagem', explica. A pesquisa também mostrou que 95% dos profissionais gostariam de saber quando a vaga foi fechada mesmo sem terem sido chamados e 86% apreciariam saber quantos candidatos concorrem na mesma oportunidade. Para o estudo, foram ouvidos 9.000 profissionais.