O incansável

iG Minas Gerais |

CBF/Divulgação
undefined

O Brasil vencia a Espanha por 1 a 0, na final da Copa das Confederações de 2013, quando, aos 40 minutos do primeiro tempo, Pedro recebeu o passe na grande área e tirou do goleiro Julio Cesar. O encontro com as redes parecia certo. Eis que a perna, ou melhor, a canela do zagueiro David Luiz Moreira Marinho entra em cena e salva a seleção, em um carrinho espetacular no Maracanã. O lance resume bem as qualidades desse defensor paulista, natural de Diadema.

Aos 27 anos, ele é titular do Chelsea (ING) e formará a dupla de zaga do Brasil com o zagueiro Thiago Silva. Mas a oportunidade de ouro no início da carreira demorou a surgir para o paulista. Assim como no lance contra os espanhóis, ele teve de ter persistência para conseguir um lugar nas categorias de base de um clube brasileiro. Ela veio no Vitória, da Bahia. Antes, foi rejeitado pelo América e pelo São Paulo. Era alto, mas muito magro, franzino.

Ele cresceu. No clube baiano, conseguiu se destacar e, em 2007, foi vendido ao Benfica, de Portugal. E manteve as boas atuações no clube português. Ganhou a Taça da Liga por duas vezes e o campeonato nacional. A transferência para um gigante europeu era questão de tempo. E foi para o Chelsea, em 2011. Conquistou mais títulos: a Copa da Inglaterra, a Liga Europa e a Liga dos Campeões.

Ainda atuando pelo clube português, foi convocado pela primeira vez, com o técnico Mano Menezes, em 2010, no período pós-Copa do Mundo. E não saiu mais. No Mundial do Brasil, a famosa cabeleira estará presente nos gramados. Com que roupa ele vai depois da Copa? As boas temporadas pelo Chelsea despertaram o interesse no futebol de David Luiz, que deve deixar a Inglaterra na próxima temporada. Nos bastidores, Barcelona e Bayern de Munique estariam disputando a contratação do zagueiro brasileiro. O jornal alemão “Bild” afirma que o clube bávaro estaria disposto a pagar 30 milhões, cerca de R$ 90,3 milhões, pelo defensor. Mas José Mourinho também pediu a liberação do croata Mandzukic pela equipe alemã. Por outro lado, com a aposentadoria de Puyol, o Barça deseja reformular o setor defensivo. Salários já teriam sido acertados com o jogador. No entanto, o diário espanhol “Mundo Deportivo” afirma que o clube catalão não está interessado no zagueiro.

Leia tudo sobre: Clique para inserir palavras chave