Muito além dos obstáculos

Thaís Melchior se prepara para viver sua primeira protagonista na Record, a Diana de “Vitória”

iG Minas Gerais | anna bittencourt |

Dedicação. Para viver a protagonista da novela, Thaís passou semanas no Jockey Clube, no Rio
Jorge Rodrigues Jorge/CZN
Dedicação. Para viver a protagonista da novela, Thaís passou semanas no Jockey Clube, no Rio

Aos 23 anos, Thaís Melchior vive um dos melhores momentos de sua carreira. Depois de algumas participações na TV, a atriz ganhou mais visibilidade quando interpretou a dúbia Cristal na temporada de 2011 de “Malhação”. De lá para cá, foi escalada para viver a fogosa Bia em “Saramandaia” e viu seu contrato com a Globo terminar no fim do ano passado. Com dois expressivos papéis em seu currículo, ela foi chamada para fazer um teste para “Vitória”, novela que estreia na Record no próximo dia 2 de junho. “Estava sem contrato e resolvi ler sobre o papel. Foi paixão à primeira vista”, conta, animada. No folhetim de Cristianne Fridman, sua personagem, Diana, será uma joqueta. “É diferente de tudo que eu já fiz, estou tendo de me dedicar muito”, afirma.

A preparação de Thaís para viver uma fanática por cavalos durou quase dois meses. “Já tinha andado a cavalo, mas não montava. É completamente diferente”, afirma. Para se inteirar do esporte, a atriz fez um workshop, conversou com profissionais e passou bastante tempo dentro do Jockey Clube, no Rio de Janeiro. “Precisava ter intimidade com a égua, a Vitória, que dá nome à novela. Quis fazer tudo, dava banho, escovava”, revela. Para dar maior veracidade às cenas, era preciso que houvesse certa intimidade entre a personagem e o animal. “Na novela, elas são cúmplices, amigas. Foi incrível. Com alguns dias de convivência, já tinha um retorno imediato no olhar dela”, derrete-se. Além de tantos detalhes, Thaís ainda se preocupou em construir de maneira sólida a personalidade de Diana. “Ela é uma mulher de temperamento difícil. Vai comandar um haras. Para me inspirar, vi vários filmes”, entrega, citando “E O Vento Levou”.

As gravações de “Vitória” têm três frentes. Desde o fim de março, Thaís vem rodando cenas tanto em Petrópolis quanto no RecNov, complexo de estúdios dramatúrgicos da Record. Mas, para ambientar melhor a história de Cristianne Fridman, o elenco também viajou para Curaçao, paradisíaca ilha no Caribe. “Foi minha primeira viagem para o exterior a trabalho. É incrível como foi importante para entrar na personagem. Tirando que o lugar é maravilhoso, incrível”.

Leia tudo sobre: Clique para inserir palavras chave