Craques na inovação, start-ups procuram vitrine no Mundial

iG Minas Gerais |

San Pedro Valley, no bairro São Pedro, na região Centro-Sul da capital mineira, é um bom exemplo de inovação no país. Lá estão instaladas 173 jovens empresas virtuais, as chamadas start-ups. Uma delas é a Tião Camaleão, criada em setembro do ano passado, especializada em personalizar cantigas infantis, de acordo com o nome da criança a ser presenteada.  

“A gente espera participar do Goal Belo! para poder expandir nossos negócios e tornar nosso produto conhecido”, conta um dos idealizadores da empresa, Ivan Guimarães, que também faz parte da Startups and Entrepreneurship Ecosystem Development (Seed), criada pelo governo de Minas Gerais para incentivar novas ideias em tecnologia.

“Todas as start-ups que estão na Seed serão convidadas. Mas, dependendo do número de inscrições, vamos ter que fazer uma seleção dos melhores projetos”, conta a analista de negócios internacionais da Fumsoft, Joyce Mercês.

A expectativa é que o Goal Belo 2014! continue depois da Copa do Mundo. “O programa vai se expandir em seminários, encontros e outros eventos pela cidade. Essa troca de experiências é fundamental para mostrar que Belo Horizonte é um centro tecnológico importante no país”, adianta o secretário municipal adjunto de Relações Internacionais, Rodrigo de Oliveira Perpétuo.

Leia tudo sobre: Clique para inserir palavras chave