Empresas de tecnologia querem entrar no jogo

iG Minas Gerais | Thais Pimentel |

Para aparecer. Ivan Guimarães, idealizador da Tião Camaleão, quer mostrar a cara da sua start-up no Goal Belo 2014!
leo fontes
Para aparecer. Ivan Guimarães, idealizador da Tião Camaleão, quer mostrar a cara da sua start-up no Goal Belo 2014!

Cerca de R$ 100 milhões devem ser investidos nas rodadas de negócios, promovidas pelo programa Goal Belo 2014!, durante a Copa do Mundo, em Belo Horizonte. A iniciativa pretende atrair empresas de tecnologia da informação, ecossistema de start-ups, e biotecnologia à capital mineira. “Cerca de 500 empresas de tecnologia, entre estrangeiras e brasileiras, devem participar desse programa. Esperamos que o retorno financeiro seja três vezes maior que o observado na edição passada, durante a Copa das Confederações”, declara o secretário municipal adjunto de Relações Internacionais, Rodrigo de Oliveira Perpétuo.

Em 2013, o Goal Belo! recebeu cerca de 11 empresas da França, Moçambique, Estados Unidos e Índia, além de 43 brasileiras. US$ 14,6 milhões foram investidos no evento, realizado entre os dias 15 e 30 de junho. A estimativa é que, nos próximos 12 meses, os negócios rendam US$ 25,2 milhões.

Dois momentos. Na edição deste ano, a programação será dividida em duas partes, de acordo com dois dos jogos que vão acontecer na primeira fase, em Belo Horizonte.

A agenda relativa à biotecnologia será realizada entre os dias 10 e 14 de junho, data da partida entre Colômbia e Grécia. Na oportunidade, Belo Horizonte vai lançar sua candidatura à sede da Biolatam 2015, fórum de negócios direcionados aos setores farmacêutico, de dispositivos médicos, de biotecnologia de alimentos e saúde animal, que tem a América Latina como foco.

Os eventos dedicados à tecnologia da informação vão começar em 23 de junho, um dia antes da partida entre Inglaterra e Costa Rica, no Mineirão, e vão até o dia 26 de junho. Os detalhes da programação serão divulgados em breve, segundo a prefeitura.

O vice-presidente da Fumsoft (Sociedade Mineira de Software), uma das parceiras do Goal Belo 2014!, Marcello Ladeira, aposta em uma ampla exposição de Belo Horizonte no mercado internacional de tecnologia. “Além da rodada de negócios, esperamos que gente de fora venha conhecer as boas iniciativas que estão sendo feitas na cidade”, disse.

Saiba

Tecnologia da informação. Área que utiliza a computação como meio de produção, transmissão, armazenamento e utilização de informações, auxiliando o usuário a alcançar determinado objetivo. Biotecnologia. Aplicação de novas tecnologias nas áreas química, ambiental, da saúde e de alimentos. Start-ups. Jovens empresas que surgem a partir de ideias inovadoras no campo da tecnologia San Pedro Valley. Chamado de “Vale do Silício mineiro” (referência à região da Califórnia onde estão grandes empresas de tecnologia, como Apple e Microsoft), é a maior concentração de start-ups de Belo Horizonte, com 173 companhias. Startups and Enterpreneuship Ecosystem Development (Seed). Programa criado pelo governo de Minas para impulsionar start-ups.

 

Leia tudo sobre: Clique para inserir palavras chave