Vereadores já têm assinaturas para instalar uma CPI

iG Minas Gerais | Tâmara Teixeira |

Após as denúncias de pagamentos de supersalários a alguns servidores da saúde, a Câmara de Vereadores de Pouso Alegre promete instalar uma Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) para apurar o caso. De acordo com vice-presidente da Casa, Flávio Alexandre (PR), o requerimento já conta com as cinco assinaturas necessárias para levar o pedido de apuração ao plenário, o que deve acontecer na próxima semana.  

Diante da polêmica, que tem repercutido entre os moradores, o secretário municipal de Saúde, Luís Augusto de Faria Cardoso, foi convocado para comparecer, na próxima terça-feira, à reunião da Câmara. Ele deverá prestar esclarecimentos aos vereadores sobre as suspeitas de irregularidade.

Segundo o vereador Flávio Alexandre, a expectativa é que o secretário de Saúde apresente as justificativas para os altos salários e também preste informações sobre o regime de trabalho e a remuneração dos médicos que atuam na rede municipal.

“Esperamos que o secretário traga as informações básicas para que, com elas, a Casa possa dar andamento as investigações”, afirma o vereador.

De acordo com o vice-presidente da Casa, a denúncia causou a indignação dos colegas. “Vamos atrás da verdade, disse. Com a aprovação do pedido de CPI, os vereadores deverão votar também na próxima semana os nomes dos membros que irão compor a Comissão. 

Leia tudo sobre: Clique para inserir palavras chave