Beleza até debaixo d’água

Piscinas naturais, tartarugas e cavalos-marinhos estão entre os atrativos locais

iG Minas Gerais | Especial para o Pampulha |

Nas piscinas naturais, os visitantes mergulham em meio a peixes multicoloridos
Vanessa Kannenberg/arquivo pessoal
Nas piscinas naturais, os visitantes mergulham em meio a peixes multicoloridos

Conhecido mundialmente por suas belezas naturais, o distrito de Porto de Galinhas é um lugar onde a natureza não se envergonha de mostrar toda sua exuberância. Seja na coloração da água, que pode passar de azul a verde num piscar de olhos, na riqueza do mangue, com suas flora e fauna diversificadas, ou em um pôr do sol digno de um cartão-postal, o local revela todo o seu encanto a cada novo dia. Ali, o turista pode presenciar desde o nascimento de centenas de tartarugas marinhas até o espetáculo da camuflagem do cavalo-marinho, que assume a coloração do ambiente onde está para confundir os predadores.

As águas transparentes das piscinas naturais – estruturas formadas por recifes de corais que surgem do fundo do mar à medida que a maré baixa – revelam uma diversidade de espécies de peixes coloridos, que nadam sem se importar com a presença dos visitantes. Quem vai ao local pode até levar pra casa uma foto, tirada embaixo d’água (há profissionais que oferecem esse serviço), rodeado pelos desinibidos animais.

Jangadas

O trajeto da praia até as piscinas naturais é feito de jangadas, rústicas embarcações que compõem a paisagem local com suas velas coloridas. Os jangadeiros cobram R$ 20 por pessoa para fazer a travessia, mas, se o visitante quiser se arriscar, também é possível atravessar a nado.

Um ponto importante a ser observado por quem quer conhecer as piscinas naturais é o movimento da maré. Os dias em que ela está baixa pela manhã são os ideais para se conhecer esses locais – geralmente isso acontece em períodos de luas cheia e nova.

 

TÁBUA DAS MARÉS

O turista que quiser mais informações sobre a tábua das marés pode acessar o site da Marinha do Brasil (www.marinha.mil.br), clicar em “Serviços” e depois em “Tábua das Marés”. 

Leia tudo sobre: Clique para inserir palavras chave