Contatados e abduzidos estão reunidos em Curitiba

II Fórum Mundial de Contatados começou na noite desta sexta-feira e vai até domingo

iG Minas Gerais | Ana Elizabeth Diniz |

Participantes do evento que afirmam ter sido abduzidos falam sobre sua experiência
Ana Elizabeth Diniz/Web Repórter
Participantes do evento que afirmam ter sido abduzidos falam sobre sua experiência

A cada minuto e meio alguém vê um disco voador em algum lugar do mundo. Os relatos descrevem naves geralmente com formato discoide durante o dia e intensamente iluminadas à noite. Há registros de avistamentos em pelo menos 180 países. Governos de diversas nações mantêm programas de investigações oficiais sobre óvnis há pelo menos 60 anos e alguns deles até admitem abertamente que pesquisam o tema, como o Chile, a Argentina, o Uruguai e o Peru.

Há quem diz ter feito contato com essas criaturas espaciais e há quem afirma ter sido abduzido. Algumas dessas testemunhas estão participando do II Fórum Mundial de Contatados que começou na noite desta sexta-feira (16), em Curitiba, e vai até domingo.

Criado e organizado pela Revista UFO, com 30 anos de existência, a mais antiga revista ufológica em atividade regular em todo o planeta e a única publicação brasileira especializada, o evento conta com mais de 400 inscritos, 15 conferencistas do Brasil e de sete países, protagonistas de espantosas e dramáticas histórias.

“O contato direto e próximo entre seres humanos e os visitantes alienígenas tem sido, ao longo das décadas de pesquisa ufológica, a face mais intrigante, polêmica e chocante da ufologia. No fórum, contatados e abduzidos revelarão detalhes inéditos das experiências que marcaram suas vidas para sempre, testemunhas apresentarão casos que entraram para a história da ufologia, e os pesquisadores irão expor as mais recentes e ousadas teorias, elaboradas na tentativa de explicar as ações desses enigmáticos visitantes, e o intrincado projeto por trás delas”, anuncia o organizador do evento Ademar Gevaerd.

Além dos relatos de quem já esteve frente a frente com os extraterrestres, o fórum vai contar com um time de pesquisadores como o psicólogo argentino Roberto Banchs, o psiquiatra chileno Mário Dussuel, a terapeuta norte-americana Yvonne Smith e o coeditor da Revista UFO Marco Antonio Petit que vai apresentar suas pesquisas sobre o fenômeno UFO.

Alguns dos abduzidos

Travis Walton (EUA) - Ele diz ter sido levado na frente de seus colegas lenhadores em Snowflake, Arizona, em 1975, permanecendo vários dias em poder de seres extraterrestres em um imenso disco voador, comunicando-se com eles. Sua história está no filme “Fogo no Céu”.

Debbie Jordan (EUA) - Alega ter sido inseminada por seus captores alienígenas e ter dado a luz a dois filhos. Sua história resultou no filme “Intruders”.

João Caiana (MG) - O eletricista mineiro diz ter sido levado com a família para uma nave alienígena, com carro e tudo.

Marco Antônio Cabral (RJ) - O músico carioca diz que sua vida está conectada a seres extraterrestres e descobriu de onde eles vêm.

Martha Rosentha (Venezuela) - Declara que o homem atual é formado por códigos implantados por alienígenas, que moldaram a espécie humana ao longo de milênios.

Miriam Delicado (Canadá) – É autora do livro “Cumprindo a Profecia da Estrela Azul”, no qual revela informações sobre seus contatos com extraterrestres conhecidos como “grandes ancestrais”.

Leia tudo sobre: ufologiaabduzidoscontatados