Cristóvão Borges diz não saber se Fred fica no Fluminense após Copa

Treinador do Flu não descarta saída do atacante após o Mundial

iG Minas Gerais | AGÊNCIA ESTADO |

Camisa 9 da seleção brasileira e do Fluminense, Fred pode deixar o clube após a Copa
NATACHA PISARENKO/AP PHOTO
Camisa 9 da seleção brasileira e do Fluminense, Fred pode deixar o clube após a Copa

O técnico Cristóvão Borges reconheceu nesta sexta-feira que não sabe se Fred voltará ou não a defender o Fluminense depois de participar da Copa do Mundo de 2014 com a camisa da seleção brasileira. O atacante tem contrato com o time carioca até o fim de 2015, mas o jogador já estaria cobrando uma possível valorização do atual compromisso e não está descartada uma possível saída após o meio do ano, ainda mais se o atleta realizar um Mundial de sucesso pelo Brasil.

Ao ser questionado nesta sexta se o artilheiro seguirá nas Laranjeiras após a Copa, o treinador da equipe tricolor respondeu, em entrevista coletiva: "Acho que nem o Fred sabe o que vai acontecer. Para mim, é mais difícil ainda. Eu conto com ele. O meu desejo é que ele vá à Copa e depois volte", disse Cristóvão.

O comandante falou brevemente sobre a situação de Fred dois dias antes de o Fluminense encarar o Grêmio, em Porto Alegre, pela quinta rodada do Campeonato Brasileiro, no qual a equipe carioca ocupa a terceira posição, com nove pontos.

Há cinco anos no Fluminense, o atacante entrou recentemente em conflito com as torcidas organizadas do clube e até publicou um manifesto para atacar a violência utilizada por torcedores para pressionar jogadores, entre outras coisas que ele criticou por meio de sua página no Facebook. Entretanto, Fred vive bom momento. A boa fase vivida pela equipe tricolor, por sinal, foi exaltada por Cristóvão Borges nesta sexta.

"Estou muito feliz. A resposta tem sido positiva, satisfatória. A equipe está conseguindo manter um nível de atuação constante. Os jogadores entenderam bem o que eu pedi. Lógico que temos coisas a corrigir, a cada jogo isso acontece, mas estamos trabalhando, conversamos muito. A resposta tem sido boa. Os resultados e a performance têm mostrado isso", ressaltou o treinador.

Leia tudo sobre: fredselecao brasileirafutebolesportefluminensemercado da bola