Cientistas criam exame de sangue que prevê partos prematuros

Atualmente, grávidas com contrações antes da hora não têm como prever se terão bebês prematuros; novo exame deverá estar disponível no mercado em cinco anos

iG Minas Gerais | DA REDAÇÃO |

Tratamento pré e pós-natal especializado e bem coordenado garante sobrevivência e saúde a bebês que nascem antes da hora
VINCENT LAFORET/THE NEW YORK TIME
Tratamento pré e pós-natal especializado e bem coordenado garante sobrevivência e saúde a bebês que nascem antes da hora

Especialistas canadenses desenvolveram um exame de sangue que pode prever as chances de uma mulher grávida que sofre contrações antes do tempo de ter um bebê prematuro. Cerca de 5% das mulheres que começam a ter contrações antes das 37 semanas de gravidez dão à luz em até 10 dias, afirmam os especialistas, em pesquisa publicada na revista científica PlosOne.

Atualmente, mulheres com contrações antes da hora não têm formas confiáveis de saber se estão prestes a entrar em trabalho de parto ou se as contrações vão parar. Em algumas ocasiões, são realizados esfregaços vaginais, mas esses testes muitas vezes podem acusar resultados errados.

O teste de sangue desenvolvido por pesquisadores do Mount Sinai Hospital, em Toronto, foi capaz de prever partos prematuros em 70% dos 150 casos analisados em um hospital na Austrália.

O cientista Stephen Lye explica que o exame de sangue se baseia na busca por marcadores genéticos ligados ao parto. "Os dados indicam que marcadores no sangue de mulheres com contrações antes da hora são capazes de indicar as chances de elas darem à luz prematuramente ou não", disse Lye.

"Isso trará benefícios para as mães, para o bebê e para o sistema de saúde", acrescentou. O exame será testado em um hospital em Toronto e deve estar disponível no mercado em cinco anos.

BBC

Leia tudo sobre: Clique para inserir palavras chave