Joseph Blatter recomenda trabalho para melhorar o Brasil

Presidente da Fifa acredita que as manifestações nas ruas irão parar no momento da Copa do Mundo

iG Minas Gerais | AGÊNCIA ESTADO |

Blatter prometeu que a sua entidade irá agir para coibir o racismo
FIFA/ Divulgação
Blatter prometeu que a sua entidade irá agir para coibir o racismo

O presidente da Fifa, Joseph Blatter, alertou que, para mudar o Brasil, a sociedade terá de ter "vontade de trabalhar" e admitiu que a insatisfação dos brasileiros em relação à Copa do Mundo tem uma relação com o fato de que promessas de melhoria do País não foram implementadas.

Em entrevista à rede pública suíça, a RTS, Blatter acredita que as manifestações nas ruas vão parar no Brasil no momento da Copa. "A partir do momento que o primeiro chute será dado, estou certo de que o Brasil vai ter um ambiente de futebol, samba, música e ritmo", disse.

Blatter, porém, reconhece a insatisfação popular no País. Mas fez questão de jogar a responsabilidade sobre o governo e sobre a sociedade. "Eu sei bem dessa situação", declarou. "Não podemos contentar a todos. Isso não existe. Os brasileiros estão um pouco insatisfeitos. Muita coisa foi prometida a eles", explicou.

Na visão de Blatter, os projetos que o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva queria implementar no País não foram adiante, como planejado. Mas ele insinua que parte da responsabilidade é da sociedade. "O Brasil é a sexta maior economia do mundo e, quando Lula estava no poder, ele disse que queria uma melhoria no país" disse Blatter. "Mas, para isso, precisa-se da vontade do povo para trabalhar", alertou. Segundo ele, "a sociedade que Lula queria criar no Brasil hoje se separou um pouco".

Leia tudo sobre: Copa do Mundoblattermundialmanifestacoes