Nilton rechaça crise após queda e garante que Cruzeiro está focado

Volante quer que o time use o exemplo de 2013, quando reuniu forças após eliminação precoce na Copa do Brasil e buscou o título nacional

iG Minas Gerais | GUILHERME GUIMARÃES E RÔMULO ABREU |

Nilton não esconde a ansiedade pela estreia na Copa Libertadores
Washington Alves/Light Press
Nilton não esconde a ansiedade pela estreia na Copa Libertadores

Sem tempo para lamentações alongadas, o Crueiro tem que assimilar rapidamente o duro golpe da eliminação precoce na Libertadores e olhar para frente, tendo avistar possibilidades de salvar a temporada com um título expressivo. Este é o discurso do volante Nilton, que garante que o time já sacudiu a poeira e está de cabeça erguida, juntando os cacos para se refazer no Brasileirão e na Copa do Brasil.

Nilton não nega que a dor da eliminação é grande, e com nuances ardilosas, já que a história foi bastante parecida com a queda na Copa do Brasil do ano passado, quando o Cruzeiro era considerado favorito, mas não conseguiu se impor diante do Flamengo, e acabou derrotado. No entanto, o volante lembra também que após aquele tropeço, o grupo celeste reuniu forças para lutar pelo Brasileiro e o resultado foi a conquista do título nacional.

“Após a eliminação contra o Flamengo no ano passado, na Copa do Brasil, naquela noite nos fechamos. Sabíamos da força do nosso grupo. Agora não é diferente. No vestiário, cada um deu sua palavra de incentivo na hora difícil, pois ninguém quer ser eliminado. Ainda mais perder a chance de jogar uma semifinal de Libertadores. A história se repete, quase o mesmo enredo, mas, em campeonatos diferentes. Agora é buscar força no Brasileiro e de novo na Copa do Brasil, que podemos buscar o título”, ressalta.

Até o momento, a prioridade do Cruzeiro era nitidamente a Libertadores, mas com a mudança de planos forçada, Nilton frisa a necessidade de o time saber ajustar o foco para as competições que restaram no ano, pensando, inclusive, no próximo jogo. Neste sábado, a Raposa recebe o Coritiba, pelo Brasileirão, e o jogador está ciente que uma boa vitória é fundamental para espantar o clima ruim. Aliás, apesar da inevitável ressaca, Nilton garante que não há crise alguma no clube por conta da eliminação.

“Temos que colocar a cabeça no foco, virar a chave para a posição brasileiro. Todo mundo está em forma, concentrado, evitando o erro. Com o Alex em campo, o Coritiba fica mais técnico, mais leve. O que ele representa para o Cruzeiro, os títulos que conquistou e a carreira, temos que respeitá-lo com marcação próxima. Não podemos deixá-lo criar. É o primeiro jogo pós-eliminação e vamos buscar o máximo o gol, sem sair no desespero. Não tem crise, Foi uma derrota contra o Atlético e uma eliminação, mas nosso foco está sendo bem direcionado na temporada”, frisou.

Leia tudo sobre: cruzeiroraposaniltonvolantefococopa do brasilbrasileiro