Cerca de 18 trabalhadores ainda estão presos em mina na Turquia

O acidente, ocorrido na terça-feira (13), numa mina de carvão, na cidade de Soma, no Oeste da Turquia, figura como a mais grave catástrofe industrial do país

iG Minas Gerais | DA REDAÇÃO |

A miner cries as rescue workers carry the dead body of a miner from the mine in Soma, western Turkey, Wednesday, May 14, 2014. An explosion and fire at the coal mine killed at least 232 workers, authorities said, in one of the worst mining disasters in Turkish history. Turkey's Energy Minister Taner Yildiz said 787 people were inside the coal mine at the time of the accident. (AP Photo/Emrah Gurel)
Associated Press
A miner cries as rescue workers carry the dead body of a miner from the mine in Soma, western Turkey, Wednesday, May 14, 2014. An explosion and fire at the coal mine killed at least 232 workers, authorities said, in one of the worst mining disasters in Turkish history. Turkey's Energy Minister Taner Yildiz said 787 people were inside the coal mine at the time of the accident. (AP Photo/Emrah Gurel)

O ministro da Energia da Turquia, Taner Yildiz, estimou nesta sexta-feira (16) que, no máximo, 18 trabalhadores continuam encurralados na mina de carvão onde uma explosão ocorrida terça-feira (13) fez mais de 280 mortos.

O ministro não disse, porém, se há informações que indiquem se estão vivos, apontando apenas que se estima que o número de mortos seja 301 ou 302. O acidente, ocorrido na terça-feira, numa mina de carvão, na cidade de Soma, no Oeste da Turquia, figura como a mais grave catástrofe industrial do país.

A explosão provocou greves e manifestações contra o governo, que estão a sendo reprimidas pelas forças policiais. Quatro sindicatos decretaram greve em toda a Turquia num gesto de solidariedade para com os mineiros.

Os manifestantes acusam o governo de ter ignorado os constantes apelos e avisos sobre a insegurança nas minas turcas, o que provocou as manifestações e os protestos que se prolongam desde terça-feira.

O Ministério do Trabalho e Segurança Social turco respondeu que a última inspeção na mina ocorreu em 17 março, assegurando que a empresa aplicava as normas de segurança em vigor.

Desastres em minas se repetem na Turquia, em particular, nas explorações que pertencem ao setor privado, nas quais as regras de segurança são frequentemente desrespeitadas. 

Leia tudo sobre: MinaCarvãoexplosãoTurquiaSomapresosmortosacidente