Santos joga para o gasto, vence Princesa e avança na Copa do Brasil

Equipe do Amazonas conseguiu alguns momentos de reação, mas não aguentou a pressão dos paulistas

iG Minas Gerais | AGÊNCIA ESTADO |

Cicinho e Gabriel comemoram a vitória do Santos contra o Princesa do Solimões
RICARDO SAIBUN/SANTOS
Cicinho e Gabriel comemoram a vitória do Santos contra o Princesa do Solimões

O Santos confirmou o favoritismo e, mesmo sem ter uma boa atuação, avançou na Copa do Brasil ao vencer o Princesa do Solimões, do Amazonas, por 4 a 2, nesta quinta-feira, na Vila Belmiro. No confronto de ida, já havia vencido por 2 a 1 na Arena Amazônia, em Manaus. Agora o time vai encarar o Londrina, do Paraná, na terceira fase do torneio, em partidas que serão disputadas apenas depois da Copa do Mundo.

O técnico Oswaldo de Oliveira optou por poupar o meia Cícero, um dos principais jogadores do time. Também não pôde contar com o atacante Leandro Damião, que está machucado. Com isso, o comandante colocou em campo uma equipe com dois volantes de marcação (Arouca e Alison), dando liberdade para o trio ofensivo formado por Geuvânio, Gabriel e Thiago Ribeiro.

E foi com seus jogadores de frente que o Santos abriu a caminhada para a classificação. Logo aos 10 minutos, Thiago Ribeiro arriscou de longe e a bola passou com perigo. Pouco depois veio o gol: Geuvânio lançou Gabriel em velocidade, o jogador tirou o goleiro Rascifran da jogada e mandou para o gol vazio, abrindo o marcador.

O gol deixou o Princesa do Solimões atordoado e não demorou para o time tomar o segundo. Aos 24 minutos, em uma jogada pela esquerda, Mena cruzou, Thiago desviou e a bola sobrou para Cicinho. O lateral-direito mandou para o gol enquanto a defesa do time amazonense ficava olhando a jogada.

Só que o segundo gol fez o Santos diminuir o ritmo e o Princesa do Solimões começou a atacar mais. Aos 31 minutos, Lídio chutou com perigo. E sete minutos depois, Marinelson fez boa jogada pela direita e tocou para Michel Parintins, que da entrada da área mandou no canto de Aranha e diminuiu o placar.

No segundo tempo, o Santos voltou disposto a não tomar sustos e logo fez o terceiro, quando Clayton He-Man, em um lance bizarro, mandou contra o próprio gol. Pouco antes, Gabriel tinha perdido grande chance ao mandar a bola no travessão.

Apesar do placar favorável, o time pecava na marcação e dava muito espaço para o adversário. Alguns erros no último passe também atrapalhavam o ataque da equipe santista. E não demorou para os donos da casa sofrerem mais um gol, em uma jogada de bola parada. Aos 13 minutos, Deurick aproveitou bobeira da zaga e mandou a bola para o gol de dentro da pequena área.

O gol fez o Santos acordar mais uma vez e, em uma jogada individual, Thiago Ribeiro chutou de fora da área e o goleiro Milton, que havia entrado no lugar de Rascifran após o primeiro gol, acabou aceitando. Com 4 a 2, o time da casa se deu ao luxo de deixar o jogo mais aberto.

A partir dos 30 minutos, os dois times demonstraram cansaço e o jogo ficou mais lento. Clayton He-Man poderia ter feito o terceiro se Aranha não defendesse a boa cabeçada. E Gabriel ainda perdeu um gol ao sair na frente do goleiro. No final, vitória sem muito brilho.

VITÓRIA DO PAYSANDU - Na última partida válida pelo jogo de ida da segunda fase da Copa do Brasil, o Paysandu fez valer o seu mando de campo e venceu o Sport por 2 a 1, no estádio Mangueirão em Belém. Com isso, o time paraense obriga a realização do jogo de volta e ainda leva a vantagem do empate para avançar à próxima fase.

Enfrentando o adversário com reservas, o Paysandu venceu a partida com todos os gols acontecendo no segundo tempo. Yago Pikachu e Marcos Paraná marcaram para o time mandante e Felipe Azevedo fez para o Sport.

Com a vitória, o Paysandu poderá até empatar no jogo de volta, que acontece depois da Copa do Mundo, no dia 24 de julho, no estádio da Ilha do Retiro, no Recife. O vencedor deste confronto enfrentará o Coritiba.

FICHA TÉCNICA

SANTOS 4 x 2 PRINCESA DO SOLIMÕES

SANTOS - Aranha; Cicinho, Jubal, Bruno Uvini e Mena (Zé Carlos); Alison, Arouca (Leandrinho), Lucas Lima e Geuvânio; Gabriel e Thiago Ribeiro (Diego Cardoso). Técnico: Oswaldo de Oliveira.

PRINCESA DO SOLIMÕES - Rascifran (Milton); Deurick, Clayton He-Man (Nando), Thiago e Lídio; Amaral, Rondinelli, Michell e Fininho; Marinelson e Branco (Edinho Canutama). Técnico: Marquinhos Piter.

GOLS - Gabriel, aos 18, Cicinho, aos 25, e Michell, aos 38 minutos do primeiro tempo; Clayton He-Man (contra), aos 9, Deurick, aos 13, e Thiago Ribeiro, aos 25 minutos do segundo tempo.

CARTÕES AMARELOS - Jubal (Santos); Branco e Clayton He-Man (Princesa do Solimões).

ÁRBITRO - Pablo Ramon Gonçalves Pinheiro (RN).

RENDA - R$ 63.130,00.

PÚBLICO - 3.781 pagantes.

LOCAL - Estádio da Vila Belmiro, em Santos (SP).